Sou diabético. E agora?

Receber a notícia de que você é diabético não estava nos seus planos, e o choque é realmente intenso. Ninguém nunca espera esse diagnóstico, mesmo tendo um histórico familiar que justifique. Mas diante do fato constatado o melhor é aceitar e procurar saber mais sobre a doença.

Encarando a doença

Assumir essa situação o quanto antes é primordial para a sua saúde. Afinal, com o tempo, os níveis de açúcar no sangue podem causar problemas sérios à saúde. Passado o momento do choque, é preciso planejar as mudanças necessárias. É muito importante assumir as próprias necessidades, não caindo no engano de não encarar a gravidade da doença.

Conhecendo o diabetes

Diabetes é uma doença caracterizada por um aumento anormal do açúcar ou glicose no sangue, como explica o Dr. Drauzio Varela na matéria “Diabetes”. Buscar maior conhecimento é essencial para a consciência do que precisa ser feito e também para afastar os mitos populares sobre a doença.

Controlando a doença

O diabetes é uma doença que não tem cura, mas pode ser perfeitamente controlada com uma alimentação balanceada, a prática de exercícios físicos e com medicamentos. O paciente diabético pode ter uma vida normal e saudável, segundo este site: “Pessoas com diabetes podem levar uma vida normal, comendo quase tudo o que gostam”; mas é preciso observar as indicações, pois os alimentos ingeridos são transformados em açúcar.”

Cuidados essenciais

1. Alimentação saudável

Dieta sadia é um cuidado básico que faz toda a diferença, pois a alimentação saudável ajuda o organismo a manter o nível de açúcar no sangue em equilíbrio; nem muito alto nem muito baixo. O primeiro passo é fazer um planejamento alimentar, escolhendo alimentos adequados; um nutricionista pode ajudar muito nessa escolha. Também é de grande importância que a alimentação seja dividida em várias pequenas refeições por dia; o ideal são três principais: café da manhã, almoço e jantar; além de pequenos lanches nos intervalos.

2. Exercícios

Uma maneira de controlar o diabetes é fazer exercícios, pois eles controlam o peso, baixam o nível de açúcar no sangue e evitam enfermidades do coração e, ainda, ajudam a controlar a pressão e os níveis de gordura no sangue. É importante escolher uma atividade agradável e realizá-la de forma regular e frequente.

3. Cuidados médicos

Tratamento médico é imprescindível; o controle feito por um endocrinologista facilita a estabilização do diabetes. É preciso seguir as indicações do especialista com muita atenção.

Disciplina é tudo

O diabetes, sem dúvida, é um convite à disciplina, que inclui planejamento, boa vontade e muita disposição. Os especialistas afirmam que não existe diabetes emocional, mas que é possível observar um aumento dos níveis glicêmicos (açúcar no sangue), em resposta ao estresse emocional em indivíduos já diabéticos ou com predisposição à doença. Portanto, disciplina emocional também é primordial e para mantê-la é preciso força, fé e coragem.

Muitas pessoas dizem que a vida melhorou depois do diabetes, exatamente porque passaram a agir de forma mais saudável e controlada. Cuidar de si mesmo sempre vale a pena!

Fonte: Família

Confira também

Sem comentários