Nenhum casamento dura se você já entrar nele com o pé pra fora.

Os casamentos de hoje não duram ou não possuem a mesma qualidade de outrora muito por causa de uma mentalidade feminista profundamente enraizada em praticamente todas as mulheres, incluindo as que se consideram conservadoras e antifeministas: a mentalidade egoísta e competitiva perante o homem, fazendo com que a mulher já se case com o espírito de separação e divórcio instalados no coração.

Qualquer casamento que se inicie na desconfiança, onde um dos cônjuges pense que tem que se garantir por fora sendo independente do outro ou deixar uma parte de si separado para o caso de “e se tudo der errado?”, já começa errado e totalmente fora da linha.

Casar-se é tornar-se um só com a outra pessoa, é possuir a mesma carne, a mesma casa, unir-se em um só sangue e compartilhar toda vida material e espiritual. Casar-se apenas parcialmente é projetar apenas um fracasso para o futuro.

Nenhum casamento dura se você já entra nele com um pé para fora. Na primeira tempestade, desiste de tudo e começa uma vida desregrada por não saber construir solidamente o amor numa família. Lamento muito por todos os que são vítimas desta cultura: filhos(as), noivos(as) e esposos(as) abandonados e liquidados por conta do feminismo e seu consequente aniquilamento de homens responsáveis e sacrificiais.

Fonte:  Puritano Conservador

Confira também

Sem comentários