Eu tão doce, você tão salgado!

Qual a graça de encontrar alguém “tão doce” ou “tão salgado” quanto você? É bom lembrar que o mel de tão doce, se cristaliza. A própria lei da Física comprova que os opostos se atraem.

E por falar em combinações, se lembra da manga com leite? Fazia um mal; e do limão com leite? Matava. Açúcar com sal? Só pra fazer soro caseiro. O tempo passou e essas “más combinações” tornaram-se fake news. Dessas uniões surgiram o frapê de manga, o limão suíço.

Agora, doce com salgado? Por que não? Olha que união perfeita: o queijo com a goiabada! Fala sério! Essa união deu tão certo que ficou conhecida como Romeu e Julieta. Você faz ideia por quê?

Em Gênesis 2.18, Deus faz essa afirmação: Não é bom que o Homem viva só… e acrescenta… farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda (grifo nosso).  Esse texto mostra que a intenção de Deus nunca foi criar alguém inferior, superior ou igual; muito menos que tivesse as mesmas funções.

Deus respeita a individualidade e as diferenças. A começar da matéria prima – o homem veio do barro e a mulher do osso. Tudo bem que a mulher foi feita de um material “mais nobre” e mais equipada; reconhecemos essa “caidinha” de Deus pelas mulheres, pois é geradora da vida. Mas, as diferenças não param por ai: cérebro, visão, olfato, tato, audição, paladar, pensamentos, enfim, tudo é diferente. Graças a Deus! Contudo, essas diferenças não foram colocadas para competir e afastar e, sim, para suprir e aproximar. Os dois serão um. O homem e a mulher se completam.

Deus avalia a união – homem e mulher – como boa; não somente isso, Ele dá dica para que essa combinação tenha bons resultados: auxiliar e corresponder. Auxiliar e corresponder significa contribuir para o enriquecimento de algo, com equivalência. Tendo referência o doce e o salgado, ambos, quando passam do limite provocam resultados ruins. Quem não aprecia o doce ou salgado no ponto?!

O escritor Victor Hugo em seu poema, O Homem e a Mulher, de 1852, retrata ambos da seguinte maneira:

 

O homem é a mais elevada das criaturas;

A mulher é o mais sublime dos ideais.

O homem é o cérebro;

A mulher é o coração.

O cérebro fabrica a luz;

O coração, o AMOR.

A luz fecunda, o amor ressuscita.

[…]

E termina dizendo…

O homem está colocado onde termina a terra;

A mulher, onde começa o céu.

Você ainda tem dúvidas de que doce e salgado combinam? Lembre-se do queijo com goiabada! Assim como o casal apaixonado, os dois sabores são muito diferentes, com ingredientes diferentes, mas combinam perfeitamente. Os dois se permitem receber um pouco do outro quando se aproximam, sem a obrigação de tornarem-se iguais. Qual é o segredo? Abnegação, amor e respeito.  O apóstolo Paulo diz em Colossenses 3.14 – Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito. Assim como o queijo está para a goiabada, vivam um para o outro e sejam felizes!

Fonte: Ministério de Mulheres

Confira também

Comentários encerrados.