E os meus sonhos?

Mais um ano chegando ao fim e já estamos com aquela sensação de retrospectiva. Talvez você faça uma lista – mesmo que mental – de sonhos e planos para o novo ano que se inicia. Hoje talvez você esteja com o sentimento de dever cumprido! Foram tantos os planos concluídos, mais algumas etapas vencidas… Mas pode ser também que você tenha se deparado com aqueles projetos que ficaram pra trás, com os sonhos que não conseguiu realizar, com a frustração de não ter feito isso ou aquilo. Pode ser que algumas coisas não tenham acontecido como planejado. E agora?

Penso na história de Ana, narrada em I Samuel. Imagino o quanto sonhou com os filhos que teria, como se chamariam, com quem se pareceriam, do que gostariam de brincar. E esses sonhos foram ficando distantes e cada vez mais sofridos, uma vez que Ana se viu estéril. (Samuel 1:6b). Ana sofria, chorava e clamava à Deus para que lhe ouvisse as orações, suplicava por um filho. Era o maior desejo do seu coração, porém esse desejo não estava coincidindo com o desejo de Deus na sua vida naquele momento. O tempo de Deus era diferente do seu tempo. Porém Deus, em tempo oportuno, atendeu o clamor de Ana e lhe deu um filho, a quem ela prometeu ao Senhor, para que servisse a Deus por todos os dias de sua vida. Samuel era o maior sonho de Ana, e quando esse grande sonho finalmente estava em suas mãos, ela o entregou nas mãos de Deus em forma de gratidão. “Então Ana orou assim: Meu coração exulta no Senhor; no Senhor minha força é exaltada. Minha boca se exalta sobre os meus inimigos, pois me alegro em tua libertação.” 1 Samuel 2:1.

O que dizer de Maria? Uma jovem simples e inexperiente, prometida em casamento ao seu noivo José, tantos planos e sonhos pela frente, tanto a preparar no período que antecedia seu casamento, até ser surpreendida com a notícia que seria a mãe do Filho de Deus! O que as pessoas iriam pensar? Como se justificar para seu noivo? Como seguir com os planos do casamento? E como seria o nascimento do menino se ela nem estava contando com isso para aquele momento? Mas apesar de todas as dúvidas e incertezas que pairavam na mente e no coração de Maria, humildemente e corajosamente, ela aceitou esta tão difícil, mas tão privilegiada missão. Maria descansou no Senhor e creu que Ele iria suprir todas as suas necessidades e estaria com ela em todos os momentos. “Respondeu Maria: Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra.” Lucas 1:38

No início desse ano minha lista era enorme! Alguns sonhos e planos, que eu tinha mais do que certeza seriam realizados esse ano, não aconteceram como eu imaginava. Tive que aprender a esperar e confiar. Tive que deixar para depois. Tive que encarar a frustração e continuar em frente da maneira que Deus estava me concedendo que vivesse. Em todo tempo tive a certeza que Ele me ouvia e cuidava de cada detalhe dos dias que estavam por vir, das dificuldades que estava por passar e hoje, apesar de tudo, me alegro com cada detalhe preparado por Deus. Entendo que o tempo dEle é perfeito, a vontade dEle é boa, perfeita e agradável.

E os meus sonhos? Deixei na mão do Pai e descansei! Pois Ele continua sendo bom, Ele continua sendo Deus!

Fonte: FESOFAP

Confira também

Sem comentários