Categoria : Missões

Alcançando visitas para seu pequeno grupo

Lembre-se: ninguém se torna membro da Igreja sem antes ter sido um visitante. Se você tiver poucos convidados, terá poucos membros. Como aumentar o número deles? Tom Rainer afirma: “Se uma pessoa visita a igreja pela primeira vez, a probabilidade de ela retornar uma segunda vez é maior se você contatá-la dentro de 36 horas após a visita”. Outra pesquisa revela que: “Quando alguém faz uma visita de 15 minutos aos visitantes que vieram pela primeira vez, dentro de 36 horas, 85% deles voltarão na semana seguinte. Se a visita for feita em até 72 horas, 60% deles voltarão. Se for sete dias depois, 15% voltarão. Se o pastor fizer esse trabalho de visitação, e não um membro voluntário, o resultado cai pela metade”. Charles Arn apresenta cinco princípios importantes a seguir, como forma de ajudar a aumentar o número... ...

Leia mais →

O desafio da transmissão da fé

Duas pesquisas feitas há pouco tempo, uma nos Estados Unidos e a outra no Canadá, mostram que entre 60 a 70% dos jovens que cresceram na igreja se afastam da fé e da instituição religiosa no início da fase adulta, e metade deles não reconhecem a tradição religiosa em que foram criados, considerando-se ateus ou agnósticos. As razões para o abandono da fé e da igreja são várias e, de certa forma, complexas. Muitos jovens entrevistados admitiram que, em algum momento, começam a questionar o significado da fé e da Igreja. Isso deve nos levar a refletir sobre a credibilidade da fé cristã. Estudiosos definem a secularização como o processo por meio do qual as instituições religiosas, bem como o pensamento religioso perdem sua relevância social. Porém, antes de perder a relevância social, perde-se a relevância pessoal da fé. A... ...

Leia mais →

Razões para participar de um Pequeno Grupo

Jesus nos ensinou o modelo de igreja em Pequenos Grupos (PG). Seu ensino foi prático e aplicável em nossos dias. O PG de Jesus tinha 12 homens simples que fizeram coisas extraordinárias. O texto Bíblico registrado em Atos dos Apóstolos, diz que os cristãos “[…] continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos” (At 2:42-47 – NVI). Esse texto nos mostra que os cristãos do primeiro século não apenas viviam a igreja nos lares, mas contavam com a simpatia da comunidade e, principalmente, novas pessoas eram alcançadas pelo evangelho todos os dias. Você já faz parte de um PG? Veja... ...

Leia mais →

Oração: ferramenta poderosa do PG

“A oração é a atividade mais importante do líder de pequeno grupo. Se um líder de pequeno grupo pudesse fazer somente uma coisa para tornar seu grupo mais eficaz, esta coisa teria de ser a oração. ” (S. D. Gordon) A oração é a ferramenta mais fascinante para a pessoa que deseja ministrar outros. É uma das coisas mais simples que podemos fazer. Tudo que precisamos fazer é sentar (ou  ajoelhar) e elevar alguém à presença de Deus. No entanto, a maioria de nós vai ter de admitir que a oração pelos outros é uma das coisas mais difíceis para se colocar em prática. Para um líder de Pequeno Grupo, a oração deve ser um auxílio inegociável. Deve-se reconhecer a importância de separar um tempo diário na agenda para orar e orar muito! A oração é a tarefa mais importante... ...

Leia mais →

Pode entrar!  “A benção de ser anfitriã de um pequeno grupo.”

“Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos.” Hebreus 13:2 Vivemos um tempo em que se fala muito sobre inclusão social e viver sem preconceitos, de ter vários tipos de relacionamentos. Uma geração cada vez mais pluralista. Ao mesmo tempo ela nunca esteve tão exclusiva, seletiva. As redes sociais que nos conectam com o mundo é a mesma que permite incluir ou excluir quem quisermos. Por isso é importante refletirmos se não estamos fazendo assim também no ministério da hospitalidade, selecionando quem iremos receber em nossa casa e compartilhar o amor de Cristo. O texto acima tem muito a nos ensinar e nos motivar na prática desse ministério com amor e dedicação.  No passado, as pessoas costumavam se conhecer pelo nome. Lembro-me de um episódio no nosso ministério quando fomos a uma cidade pequena... ...

Leia mais →

Batismo da 1° igreja de Votuporanga

No último final de semana, a 1° igreja de Votuporanga localizada na rua Minas Gerais realizou uma grande festa com o batismo de 8 pessoas. Louvamos a Deus pelos nossos novos irmãos em Cristo. Bem vindos a família! ...

Leia mais →

Como devemos responder às Boas Novas?

As boas obras não são ruins. Elas são boas. Como cristãos, devemos querer fazê-las. Somente porque não somos salvos segundo as nossas obras não significa que não devemos nos preocupar em buscar uma vida de alegre obediência à Palavra de Deus. Jesus afirma de modo enfático: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos” (João 14.15). A obediência, embora débil e fraca, é prova do nosso amor por Cristo. Longe de enfraquecer o evangelho da graça, as boas obras são o complemento perfeito para o evangelho. Salvo, não pelas boas obras Para ser claro, as boas obras são ruins quando são consideradas como o fundamento da salvação. Uma pessoa não é salva pelas obras, mas pela graça de Deus mediante a fé em Cristo. O apóstolo Paulo explica: Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de... ...

Leia mais →

Batismo da igreja de Urânia

Neste último sábado tivemos na igreja de Jales 2 o batismo de 3 mulheres da igreja de Urânia. Louvamos a Deus pela escolha dessas mulheres por Cristo. Bem vindas a nossa grande família! ...

Leia mais →