Categoria : Missões

Quando amamos a igreja

Quando amamos, temos motivação suficiente para agirmos com base nesse amor. O amor é gerador poderoso de atitudes e atos coerentes e ferventes (Rm 12.11). Quando amamos a igreja de Jesus, somos capazes de orar e trabalhar intensamente por ela, por sua unidade e pelo seu crescimento em todas as dimensões, como o Senhor Jesus ensinou em Sua oração sacerdotal de João 17. As coisas não acontecem na igreja por falta de amor dos seus membros. A igreja fica parada e, muitas vezes, estagnada por culpa daqueles que não a amam. Estas pessoas estão voltadas para os seus interesses pessoais. A igreja não é prioridade em suas agendas. O nosso modelo de amor é o Senhor Jesus que deu a Sua vida pela igreja (1 Pe 1.17-21). Ele nos indaga: Morri na cruz por vocês e o que vocês têm... ...

Leia mais →

Quando a igreja deixa de cumprir a missão?

Quando a igreja deixa de cumprir a missão? O texto a seguir pode nos ajudar a responder esta pergunta, visto que, nos apresenta duas situações envolvendo os discípulos de Jesus. Uma das situações envolve os três principais discípulos: Pedro, Tiago e João. Já a outra, tudo indica, está relacionada aos outros nove discípulos. A primeira acontece no alto de um monte; a segunda no pé do monte. Confiram: No alto do monte Certo dia, Jesus tomou três de seus discípulos e subiu com eles a um alto monte para orar. Enquanto Jesus orava, a aparência de seu rosto se transformou e foi então que apareceram Moisés e Elias. Eles passaram a conversar com Cristo sobre a sua morte, que estava próxima de cumprir-se. Quando Moisés e Elias iam se retirando, os discípulos acordaram e ficaram apavorados. Diante disso, Pedro pediu... ...

Leia mais →

A igreja precisa de poder

“Mas recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judeia, Samaria e até aos confins da terra” (At 1.8). A igreja é o povo chamado para fora do mundo, para voltar ao mundo, como testemunha de Cristo no mundo. Não sendo do mundo, vive no mundo, para pregar o evangelho por todo o mundo, a toda a criatura, fazendo discípulos de todas as nações, até aos confins da terra. Para cumprir essa grande comissão a igreja precisa de poder. Destacamos, à luz do texto em epígrafe, quatro verdades: Em primeiro lugar, uma capacitação sobrenatural. “Mas recebereis poder…”. A igreja não realiza a grande comissão com seus próprios recursos. Não podemos pregar, testemunhar e fazer discípulos desprovidos de poder. Esse poder não é uma habilidade inata que possuímos. Não... ...

Leia mais →

Evangelização: o tempo é agora!

Aqueles que foram alcançados pelo Evangelho de Cristo e vivem para a glória de Deus, devem, com senso de urgência, proclamar a palavra de Deus aos que estão perdidos, a fim de que sejam salvos pela graça, mediante a fé, para a prática das boas obras. Todo chamado é um enviado. Quem encontrou o Pão da vida, não pode sonegar esse Pão aos que perecem. Aqueles que foram arrancados do império das trevas, não podem deixar de levar a luz do evangelho aos que jazem nas trevas. Aqueles que foram perdoados, não podem deixar de avisar aos que jazem perturbados pelos seus pecados, que Deus é rico em perdoar e tem prazer na misericórdia. Por que a evangelização é uma tarefa urgente? Em primeiro lugar, porque os homens estão perdidos. O homem é concebido em pecado. Desvia-se desde a sua... ...

Leia mais →

Juntos do Pai, prontos para multiplicar

Lendo um livro sobre liderança, me deparei com uma informação no mínimo interessante: li que o que mais derruba líderes no mundo não é a falta de preparo ou de conhecimento, mas a falta de caráter! As empresas são pacientes com funcionários despreparados, mas não toleram quanto à falta de caráter. O caráter é formado principalmente com os exemplos que temos. Quando crescemos em um lar onde os exemplos são bons, facilmente nos tornamos pessoas com um bom caráter, mas quando temos maus exemplos dentro de nossa casa, facilmente somos influenciados negativamente. E quando rejeitamos as influências ruins ou os maus hábitos que adquirimos, sem dúvida o fazemos por sofrer influências de pessoas que confrontam nossos erros com seus bons hábitos. Quando temos o bom hábito de uma vida discipular bíblica, somos constantemente influenciados e fortemente motivados a viver a... ...

Leia mais →

Discipulando quando você pecisa de discipulado

Eu não estava segura de com que o discipulado deveria se parecer, mas eu tinha certeza de que não se parecia com o que eu estava fazendo. “Eu preciso saber de tudo perfeitamente”, pensei ao fechar a porta após a pobre irmã que havia gasto uma hora de sua vida para vir e ser discipulada. “Eu sou uma bagunça! Não tenho a mínima ideia do que estou fazendo aqui. Com certeza não houve nenhum ‘ensino’ no meio disso, com meus filhos descontrolados e meu coração indisposto com o meu marido. Eu não deveria estar ensinando ninguém. Sou eu quem precisa ser discipulada! Deus, o que fazer?” Eu resmungava tudo isso balbuciando enquanto voltava à cozinha para terminar de fazer o jantar. Encontrando força na fraqueza Mal sabia eu como Deus usaria aquela situação, juntamente com muitas outras semelhantes, para me... ...

Leia mais →

Não perca de vista sua missão

Um erro comum que constantemente podemos cometer é perder o foco do que realmente importa em nossas vidas, do nosso senso de vocação, o entendimento do pra que existimos e o que Deus quer fazer através de nós. Isso muitas vezes acontece pois nos distraímos em meio a um  monte de coisas do nosso cotidiano, muitas delas são coisas que Deus não nos mandou fazer. Diversas coisas podem gerar esse desvio de foco ou mesmo esquecimento de nossa missão: Estarmos demasiadamente preocupados com nós mesmos, pode ser uma possibilidade. Passamos a andar obstinados à procura de nosso sucesso pessoal, desenvolvimento financeiro, desejos e vontades que não nos atentamos mais para sermos instrumentos nas mãos de Deus para aquilo que Ele está construindo na história. Quando o livro de deuteronômio vai chegando ao seu final temos uma revelação bombástica. Apesar de... ...

Leia mais →

O estilo de Jesus: a solidariedade

“[…] Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, mim o fizestes” (Mateus 25:40). É provável que quando você pensa na solidariedade o faça sob duas perspectivas: Quando ajuda e quando você é ajudado. É muito interessante que, desde o instante que nascemos, mesmo sem conhecer esse conceito, vivemos graças à solidariedade de outras pessoas, mas, quando crescemos, às vezes, esse importante valor não se solidifica para que o estendamos aos outros, como um hábito. Quando Jesus transmitiu Seus ensinos, uma das coisas que mais destacou foi a importância de viver o espírito solidário. Desde Seu nascimento, foi revelada Sua misericórdia. O mundo estava sucumbindo pelo pecado e pela miséria, mas Jesus, ao nascer, Se tornou “Deus conosco” (Mt 1:23). Ou seja, diante do obstáculo humano, não Se distanciou, nem tampouco foi indiferente.... ...

Leia mais →