Categoria : Jovens

Eu preciso mesmo disso tudo?

Eu contei 21 relógios. Sim, vinte e um! O pior é que esse não era o único sintoma de exagero…  Precisei fazer uma reforma em minha casa e foi necessário tirar TUDO do lugar. Assim, aproveitei pra fazer uma faxina e praticar o tal desapego. Mas o que encontrei revelou muito mais do que as lembranças das fotos antigas. Sempre fui consumista, confesso, mas encontrar uma caixa com 21 relógios esquecidos me fez refletir quantas vezes tentei preencher vazios da minha vida com coisas. Quantas vezes o TER teve muito mais importância que o SER. Lembrei de quantas vezes escondi sacolas no carro por semanas para não mostrar pra família (quem nunca?).  Sem contar nas vezes em que tive problemas financeiros por conta disso.  Mas enquanto o exterior estava impecável, ostentando uma variedade incrível de roupas e acessórios, o interior... ...

Leia mais →

Quais eram mesmo minhas metas?

Você é do tipo de pessoas que faz metas e resoluções? O fim do ano vai chegando e você já começa a pensar: Nossa, em 2018 eu vou fazer isso, aquilo, e aquilo outro também. É bem verdade que o ano está praticamente acabando, mas será que é hora de você definir as próximas metas? Antes, pense um pouco nas metas que você definiu para 2017! Você ainda se lembra delas? Será que você decidiu amar mais? Perdoar mais fácil? Ser menos agressivo? Fazer dieta? Ir à academia? Estar mais presente? Seja lá o que tenha sido, você ainda se recorda dessas metas? É incrível que a mudança de dezembro para janeiro seja como a virada de qualquer mês, como maio para junho, por exemplo. No entanto algo nos diz que aquela mudança é diferente, que janeiro é recomeço, é... ...

Leia mais →

Espiritualidade anêmica: diagnóstico e cura

A espiritualidade anêmica é aquela que se alimenta de versos isolados, que baseia a fé em correntes e/ou campanhas, que crê que a oração do pastor ou do bispo é “mais forte”, que a adoração e devoção só se dão em determinados locais geograficamente determinados pelos líderes. A espiritualidade anêmica é aquela que enfatiza as riquezas materiais em detrimento da salvação, como a maior riqueza dessa vida. É aquela espiritualidade que enfatiza que as bênçãos de Deus devem ser medidas pela saúde, prosperidade, sucesso e vida luxuosa, desprezando o sofrimento. É aquela espiritualidade que convida pessoas a “pararem de sofrer”, deixando de lado que a figura do Messias Esperado, relatado no Antigo Testamento, é a do Servo Sofredor. É a espiritualidade que se baseia na troca, na barganha e nas expressões deterministas e que não ensina que somos fracos, falhos... ...

Leia mais →

Jesus Face

Imagine se Jesus tivesse uma fanpage no face. Para efeito de comparação, numa rápida pesquisa no google sobre quem são as 5 pessoas no mundo que tem mais seguidores na rede social, o resultado é o seguinte: Shakira com 105 milhões, Cristiano Ronaldo com 100 milhões, Eminem com 95 milhões, Rihanna com 90 milhões e Vin Diesel com 86 milhões. Duas cantoras, um rapper, um jogador de futebol e um ator. Caras que salvam a vida de pessoas como cientistas, médicos, bombeiros, esquece, mal conseguem chegar na casa do milhão. Mas e Jesus? Qual seria o resultado? Bem, se considerarmos apenas os cristãos que estão conectados o número já seria absurdamente maior que o das cinco celebridades citadas. Mas penso que dado o impacto da vida de Jesus tanto para os que creem como para os que não creem, o... ...

Leia mais →

Ouvir é uma forma de amar. Tire os fones.

Uma das marcas da sociedade contemporânea é a individualidade. A pós-modernidade imprimiu nas pessoas o desejo de olharem somente para si mesmas, reproduzindo assim uma sociedade individualizada e narcisista. “Tudo é meu”. O pronome possessivo tem sido usado por várias vezes e soa como música aos ouvidos dos moderninhos de plantão. Essa sociedade individualista ao extremo enaltece as pessoas que pensam e agem somente a partir de si mesmas, e nega o conceito do coletivo. Tudo é compartimentado, tudo é feito sob encomenda a gosto do freguês, tudo é personalizado, tudo é com a “minha cara”. Tudo deve ser personalizado. A ideia de coletividade vai se perdendo e se diluindo diante de tanto egoísmo concentrado. Os fones de ouvidos são um dos símbolos de nossa geração individualizada. A grande maioria das pessoas ao nosso redor está conectada à internet em... ...

Leia mais →

Adoração é minha vida, não meu papel

As conversas de Domingo à tarde com minha família inevitavelmente derivam para o que ocorreu na igreja naquela manhã. Nós podemos falar sobre pontos impactantes do sermão, pedidos de oração, visitantes que conhecemos, acontecimentos incomuns no departamento das crianças, e é claro, o “louvor”. A mixagem estava boa? E a escolha das músicas? As músicas estavam bem arranjadas? As transições fizeram sentido? Havia algum ponto morto? Alguém ficou emocionado? Tais são as questões que surgem em uma família onde o patriarca esteve envolvido no ministério da música por mais de quarenta anos. É claro, todo sabemos (ou pelo menos deveríamos saber) que louvor deve ser uma resposta, com toda nossa vida, a quem Deus é para nós em Cristo (Romanos 12:1; João 4:21-26). Assim como o respirar, o louvor não pode se limitar a uma porção do nosso dia ou... ...

Leia mais →

Você se alimentaria de lixo?

Imagine-se numa casa de amigos. Quando chega a hora do jantar tão aguardado, você olha na mesa e não acredita no que vê. Os pratos já estão feitos. A comida servida não é exatamente o que se esperava. Cascas velhas de banana, latinha vazia e amassada de creme de leite, carne crua apodrecida e com moscas entrando e saindo por alguns buraquinhos, saquinho plástico de leite, vazio e bem picotadinho, nos copos uma água sebosa com alguns seres que breve serão mosquitos da dengue. Já começou revirar o estômago em pensar que vai ter de comer este tipo de “comida”? Nojo, repulsa e vômito são palavras que poderiam explicar uma situação assim. Imagino que se esta cena fosse real, você automaticamente rejeitaria e se recusaria a comer algo tão asqueroso. Ainda que arriscasse perder a amizade penso que simplesmente você... ...

Leia mais →

Você tem dificuldade para orar?

Eu tenho, e muita. Eu me converti aos 11 anos em uma igreja com tendências neopentecostais e zero conhecimento de uma tal de Teologia Reformada. Um dos únicos aspectos que me fazem crer que eu de fato me converti, mesmo tão nova e em um ambiente tão desfavorável a isso, é a simples convicção de pecado que tive no ato de minha entrega a Cristo. E, a partir desse momento, em 16 de abril de 2003, eu me tornei uma cristã. Só que havia um problema: eu estava em uma igreja que não havia me ensinado a ser cristã. Eu lembro claramente que, no dia seguinte ao da minha conversão, eu olhei para minha mãe e disse: “Agora eu preciso ler a Bíblia, né?” E foi aí que começou a minha saga dentro desse universo fascinante que é a devocional,... ...

Leia mais →

RiR no Rio da Rocinha

O terceiro álbum da banda brasileira de rock Legião Urbana, lançado em 1987, eternizou no inconsciente de toda nação uma pergunta até hoje difícil de responder: Que país é este? Pergunta essa que nos dias de hoje machuca ainda mais do que na época que foi lançada. Que país é este que maltrata, explora, esquece, despreza, barbariza e rejeita sua própria gente? Como nação temos assistido transtornos bipolares na política, na economia, nos governos. Toda uma população, frente as pressões que enfrenta, alterna períodos de depressão aguda com ânimo acentuado. Nos últimos dias tivemos um retrato nítido. Enquanto numa ponta da cidade acontecia mais uma edição do Rock in Rio com ânimo acentuado, na outra ponta da cidade, polícia e exército travavam uma guerra contra os traficantes na Rocinha causando uma depressão aguda. Afinal, qual Rio de Janeiro é real?... ...

Leia mais →