Categoria : Institucional

Quero trazer à Memória

“Quero trazer à memória o que me pode dar esperança”. (Lm 3.21) Se você tem comida na geladeira, roupas no armário, um telhado sobre sua cabeça, um lugar para dormir, então você é mais rico que 75% da população mundial. Se você tem algum dinheiro no banco e um pouco na carteira, está entre os 8% mais ricos do mundo, isto é, 92% da população do mundo vivem com menos que você! Se nunca experimentou o perigo de uma batalha, a solidão de um cativeiro, a agonia da tortura ou a dor da fome, está à frente de 500 milhões de outras pessoas no mundo. Se você freqüenta uma igreja sem medo de ser importunado, preso, torturado ou morto, é mais abençoado que 3 bilhões de pessoas no mundo. Saber disso não deve criar em você sentimento de culpa, mas... ...

Leia mais →

Religiosidade Vazia

Religiosidade vazia e pomposa é algo que  Deus dispensa. E o orgulho, ele rejeita. Mas, como podem existir pessoas evidentemente cheias de orgulho que declaram acreditar em Deus e se consideram muitíssimo religiosas, principalmente entre aqueles que participam da liderança? Essa indagação é feita por C. S. Lewis [Cristianismo puro e simples] e corroborada com a denúncia de A. W. Tozer [O melhor]: Quanto trabalho religioso feito com o ativismo do pastor tem por motivação o desejo carnal de fazer o bem! Quantas horas de oração são gastas pedindo-se a Deus que abençoe projetos arquitetados para a glorificação de pequeninos homens! Quanto dinheiro sagrado gasto é despejado sobre os homens que, a despeito dos seus lacrimosos apelos, só procuram realizar uma bela exibição. Ele diz mais: “Essa mania pelo sucesso é a preservação de uma coisa boa. O desejo de... ...

Leia mais →

Bons Despenseiros

  “Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos”. (1 Jo 3.16) Entendemos ser de fundamental importância a busca constante da sabedoria para administrar as finanças da familia e, ainda mais, do reino de Deus. O nosso Deus é o Deus da bênção, da prosperidade, do suprimento das nossas necessidades e da abundância de bens. Ele confia em nossa capacidade de administrar e espera que sejamos bons mordomos daquilo que possuímos:   “Ora, além disso, o que se requer nos despenseiros é que cada um seja encontrado fiel” (1 Co 4.2). Ser fiel em nossos dias é um grande desafio, pois muitos desperdiçam os recursos financeiros sem o reconhecimento que foi Deus quem lhes proporcionou. O bom despenseiro poderá ter muitas qualidades, porém não... ...

Leia mais →

Moisés escreveu mesmo o Pentateuco?

  Até pouco tempo atrás, afirmava-se que a invenção do alfabeto teria ocorrido pelos séculos 12 ou 11 a.C., sendo esse argumento apresentado para “provar” que Moisés não podia ter escrito o Pentateuco (os cinco primeiros livros da Bíblia), visto que em seu tempo não haviam ainda inventado a arte de escrever. No entanto, escavações arqueológicas nas ruínas da cidade de Ur, na antiga Caldeia, têm comprovado que ela era uma metrópole altamente civilizada. Nas escolas de Ur, os meninos aprendiam leitura, escrita, Aritmética e Geografia. Três alfabetos foram descobertos: junto do Sinai, em Biblos e em Ras Shamra, que são bem anteriores ao tempo de Moisés (1500 a.C.). Estudiosos sustentam que Moisés escolheu a escrita fonética para escrever o Pentateuco. O grande arqueólogo William F. Albright datou essa escrita de início do século 15 a.C. (tempo de Moisés). Interessante... ...

Leia mais →

Conhecendo O Amor

   “Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos”. (1 Jo 3.16)  Como alguém pode provar o seu amor por alguém? Com belas palavras? Com presentes caros? Praticando atos de coragem e bondade? Para responder estas perguntas, prefiro ficar com a indicação da Palavra de Deus.  A Bíblia nos ensina através da Carta aos Romanos 5.8 “Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores”. E ainda nos fala através de João 15.13 “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos”. E o que a Bíblia nos ensina? Que o amor de Jesus por nós é a maior prova de amor que alguém poderia nos oferecer. Jesus mesmo sem contar... ...

Leia mais →

Saindo da fôrma!

Pudim e gelatina são sobremesas bem apreciadas por todos nós. Lembro-me bem da minha infância, quando visitava a casa da minha vovó no Rio de Janeiro e ela tirava da geladeira um pudim na forma de um coração. Aquilo era encantador para mim, ficava me perguntando como ela havia conseguido fazer aquele pudim (às vezes gelatina também) daquela maneira tão interessante. O tempo passou e aprendemos que aquele desenho espetacular produzido naquelas guloseimas fora feito por uma fôrma.   O mundo em que vivemos também impõe para nós todos os dias, novas formas e modelos de comportamentos, de alimentação, de padrão estético e de muitas outras coisas. Tentam nos modelar através da padronização de idéias e valores. Pesquisas são “encomendadas” para impregnar as nossas mentes. Os padrões deste mundo tentam nos modelar de todas as maneiras, mas existe uma orientação... ...

Leia mais →

Encerramento de 50 dias de oração em Santa Fé

No domingo dia 21/04/13, foi realizado na igreja de Santa Fé do Sul, um culto de encerramento dos 50 dias de oração. Neste dia louvamos a Deus com o grupo de louvor da 1 Igreja de Jales, foram momentos de muita adoração, alegria, festa e quebrantamento. Foi realizada uma dinâmica pelo Renan (Jales) e Dsa. Roselaine, mostrando a importância da união, e do amor uns pelos outros. Após a dinâmica foi ministrada a palavra de Deus aos corações pela Dsa. Roselaine. Agradecemos a Deus pelos momentos maravilhosos que passamos em sua presença, e pelos irmãos de Jales que estiveram conosco e alegres dizemos: “Que o Senhor nos veja e nos guarde enquanto estivermos separados uns dos outros”. Amém Por: Miss. Erik Fonte: Sou da Promessa ...

Leia mais →

Jesus: amor incomparável!

Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. (João 15:13) Lemos em 1 João 3.16 sobre Jesus Cristo: “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós…” A morte de Jesus na cruz do Calvário é a prova do eterno, imutável e inescrutável amor de Deus por um mundo perdido – por cada um de nós! O sangue derramado de Jesus é a garantia do amor de Deus para com as pessoas sobrecarregadas de culpa e distantes dEle: “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5.8). Jesus, como Filho de Deus, era o único que podia morrer pelos pecados da humanidade. Ele o fez também por você! Em todas as outras religiões procuramos em... ...

Leia mais →

Uma casa sobre a rocha

O “manual do usuário” não deve faltar em nossa família “A arca de Deus ficou na casa dele por três meses, e o Senhor abençoou sua família e tudo o que possuía.” (1 Crônicas 13:14) Maio é mundialmente conhecido como mês da família. Em1993, a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou o dia 15 de Maio como Dia Internacional da Família. O ano de 1994 foi proclamado, pelas Nações Unidas o Ano Internacional da Família. A família é uma instituição divina. Ela foi idealizada por Deus e possui total atenção e cuidados do Criador. Para Deus, a família é um treinamento para a vida. Ao criar a família sobre a terra, Deus desejou que o Seu caráter Santo fosse refletido através da convivência harmoniosa entre marido, mulher e filhos, em um ambiente onde o amor, que é a essência do... ...

Leia mais →

O ideal do ministério cristão

“O pastor necessita de duas vozes: uma para ajuntar as ovelhas, e outra para espantar os lobos e ladrões.” A frase anterior foi escrita por um pastor reformado como parte de um comentário sobre o texto de Paulo em Tito 1.9. O homem que a escreveu é amplamente reconhecido como um grande teólogo e um excelente exegeta. Mas, antes de tudo, ele era um pastor amoroso que exerceu o pastorado durante vinte e sete anos em apenas duas igrejas. Sendo que, em uma delas ele pastoreou por quase vinte e cinco anos. O nome deste nobre pastor: João Calvino. Depois de sua conversão, a ideia de Calvino não era exercer o ministério pastoral. Ele pensava que Deus o havia chamado para servir à Igreja através da literatura e por isso queria retirar-se à solidão e ao sossego para escrever sobre... ...

Leia mais →