Categoria : Institucional

Santidade na cidade

O “santo do pau oco” estragou a brincadeira? Rotulada por alguns como o ópio social e apontada por outros como estratégia de manobra dos ignorantes, a prática da religião nunca foi um sinal, por si só, de vida espiritual verdadeira e coerente. Na busca de viver o texto no contexto, às vezes (mais do que gostaria), encontro cristãos assustadoramente alienados tanto de um lado quanto do outro. É aí que a religião pode se tornar o engano amigo, “bunitinho” e adequado. No fim do século 17, a coroa portuguesa cobrava 20% de imposto sobre a extração de minério no Brasil colônia. Para escapar dessa tributação, os mineiros, tanto escravos quanto senhores, escondiam ouro, diamante e pedras preciosas dentro de imagens religiosas ocas. Nascia aí a expressão popular “santo do pau oco” como sinônimo de falsidade. Essa expressão descortina um traço... ...

Leia mais →

Deus me vê

“Este foi o nome que ela deu ao Senhor que lhe havia falado: “Tu és o Deus que me vê” (Gênesis 16:13). Lá estava Hagar, a serva egípcia de Sara, esposa de Abraão. Hagar estava esperando um filho de Abraão, a criança que Sara desejava mais do que tudo, mas não podia ter. Hagar vagueava pelo deserto, sozinha. O Senhor havia prometido a Abrão que lhe daria um filho e que seus descendentes seriam tão numerosos quanto as estrelas. Mas o filho não veio. Os anos se passaram e nada do filho. A esperança se desvaneceu. Sara desistiu de esperar; e Abraão também. Para eles, a única maneira de ter um filho era permitindo que Hagar dormisse com Abraão, a receita perfeita para o desastre familiar. Depois que Hagar engravidou, o relacionamento entre as duas mulheres mudou radicalmente. Hagar de... ...

Leia mais →

Então, pelo que você vive?

O evangelho é transformação de mundo e mudança de paradigma. Nada pode continuar da maneira que era depois que você crê no evangelho. Por quê? Primeiro, porque o evangelho nos mostra quanto o pecado é terrível e a graça é melhor. Por causa do pecado, todo mundo depois de Adão e Eva nasce imperfeito. Por natureza, estamos quebrados e somos rebeldes depravados contra Deus (Rm 3.9-12). Parece duro, mas é verdade. Ninguém nasce amando a Deus. Pelo contrário, nossa inclinação natural é odiá-lo. O evangelho somente é uma boa notícia porque há uma má notícia. A má notícia é que o pecado é real e nós somos pecadores. O castigo por nosso pecado é a morte (Rm 6.23). Rebelamo-nos contra um Deus infinitamente bom, então carregamos o peso de sua ira justa (Rm 1.18; Cl 3.6). Jimmy Needham retratou isso... ...

Leia mais →

Insegurança jurídica

Se perguntássemos à Platão qual o papel de um juiz, ele diria: “O juiz não é nomeado para fazer favores com a justiça, mas para julgar segundo as leis.” Seguindo no campo da suposição, imagine que nesta conversa alguém fizesse a seguinte objeção: “Mas as leis são difíceis e complexas para serem interpretadas por quem, como nós, não estudou…” Como estamos num bate papo imaginário temos a liberdade de colocarmos juntos um filósofo de quatro séculos antes de Cristo, Platão, na mesma conversa com um contemporâneo dos tempos de Jesus, Sêneca, que passaria na frente de Platão e responderia: “A lei deve ser breve para que os indoutos possam compreendê-la facilmente.” Se continuasse minha pesquisa seria possível deixar interminável a conversa acima, tantas são as frases e citações que versam sobre lei, justiça e direito. Seria como se perder na... ...

Leia mais →

O desperdício da oração

A primeira multiplicação de pães e peixes foi muito grande. Deu para alimentar mais ou menos 5 mil homens, sem contar as poucas mulheres e crianças (Mt 14.21). “Todos comeram à vontade” e ficaram satisfeitos (Jo 6.11-12). Mesmo assim, muitos pedaços de sanduíches de pão com peixe ficaram sobre a grama. Isso chamou a atenção de Jesus, não tanto por causa da sujeira que deixariam para trás, mas em razão do desperdício. Daí a ordem dada por ele: “Recolham os pedaços que sobraram a fim de que não se perca nada” (Jo 6.12). As sobras eram tantas que os discípulos encheram doze cestos (e não doze sacolinhas). O texto deixa claro que não se pode desperdiçar os dons de Deus! Se não se pode desperdiçar pães de cevada (naquela época, o pão mais em conta, consumido pela camada pobre da... ...

Leia mais →

Dica de Leitura: 8 hábitos do líder eficaz de Grupos Pequenos

Como o título revela, o autor indica oito hábitos que um líder de pequenos grupos deve ter para ser eficaz. A própria capa da obra nos indica quais são eles: Sonho, Oração, Convite, Contato, Preparo, Mentoreamento, Comunhão e Crescimento. Nem todas as igrejas adotam o modelo de pequenos grupos/células. Embora a minha igreja o faça, eu mesmo não participava de nenhum há muitos anos, não só eu, como muitos de meus amigos. Sinceramente, considerava tais reuniões dispensáveis. Até que Deus moveu, de uma forma tremenda, entre os jovens da minha igreja, um desejo de se formar tais grupos, que chamamos de fazendas. Para mim, tem sido muito bom! Tenho feito novas amizades e aprofundado outras e vi o real valor desses grupos. Embora o livro fale a respeito dos hábitos de um líder, eles são aplicáveis a todas as pessoas... ...

Leia mais →

Assembleia Regional

No último sábado cerca de 400 pessoas participaram da Assembleia Regional da nossa Convenção em Votuporanga. Na ocasião, pudemos ver os dados financeiros e estatísticos do ano de 2017. Acompanhe as fotos! ...

Leia mais →

Está tudo bem? Ore!

“Está tudo bem!”. Foi o que você disse quando alguém lhe indagou agora no início da noite: “Está tudo bem?” Bom saber que está tudo bem com você e com os da sua casa. Logo após uma ceia e tanto com Jesus, numa noite de terça-feira, os onze podiam dizer o mesmo. Teve uma hora, que pintou um certo climão em tomo da mesa, quando Jesus veio com o papo de que havia um dedo-duro no grupo, mas logo a poeira baixou. Assim, a única coisa que queriam mesmo era uma cama limpa para dormir o resto da noite. Mas no lugar de chamá-los para dormir, Jesus os chamou para vigiar em oração ao lado dele no horto. Na mente dos onze, mesmo com todos os alertas de Jesus, aquela noite seria como as outras, sem nada de novo. Assim,... ...

Leia mais →

Esperança sem atitude não é nada

Um amigo meu costuma dizer que “os teóricos não herdarão o reino dos céus”. Concordo, gente que passa a vida apenas fazendo planos e nunca parte para a ação sobra em todos os lugares. Teorias, por melhores que aparentem ser, precisam de teste. É na prática que se comprovará ou não a eficiência e qualidade daquilo que no papel prometia ser bom. A esperança também transita por este dilema. Como teoria é perfeita. Todos sabemos o quão bom é ter esperança. Esperança que os dias serão melhores, que a cura finalmente chegará, que as portas irão se abrir, que o reconhecimento por nossas habilidades acontecerá, que teremos um lar, que a vida prosperará, enfim, cada sonho acompanhado de uma boa esperança imagina que um dia será realidade. Aristóteles afirmava que “a esperança é o sonho do homem acordado”. Exato. No... ...

Leia mais →