Categoria : Homens

Treze regras para o marido destruir o casamento

Não se preocupe com a vida espiritual de sua esposa. Não ore por ela e nem se empenhe para que ela cresça espiritualmente. Se ela está bem com Deus ou não, isso é problema dela. Jamais fale do seu amor por ela e não se empenhe em demonstrá-lo. Lembre-se: amar a esposa não é um dever como a Bíblia ensina (Ef 5.25); amar é só um sentimento involuntário. E esse sentimento já passou há muito tempo. Deixe a liderança espiritual da casa por conta da sua esposa. Ela é quem deve puxar você e os filhos para a igreja. Não tome nenhuma iniciativa para resolver os problemas ou suprir as necessidades da casa. Quando a “coisa” complicar, deixe que ela resolva. Tenha como a preocupação principal da sua vida o ganhar dinheiro. Por isso, faça muitas horas extras, economize evitando... ...

Leia mais →

Vivendo o dia de hoje

“Este é o dia que o Senhor fez, alegremo-nos e regozijemo-nos nele.” (Salmo 118.34) “Se hoje ouvirdes a sua voz, não endureça o seu coração.” (Hebreus 3.7-8) “Hoje é o dia da Salvação.” (II Coríntios 6.2) “Como é a vida? ‘um vapor’, respondeu-nos Tiago (4.14) Neblina que aparece por um instante.” O homem, nascido de mulher, vive breve tempo. Nasce como a flor e murcha; foge como a sombra e não permanece (Jó 14.1-2). O salmista diz que é como “a vigília da noite”, como “um sono ligeiro”, “como a erva que cresce e floresce pela manhã; à tarde murcha e seca”, é também “como um breve pensamento”, ou mesmo como “um suspiro”, pois tudo passa rapidamente e nós voamos. (Salmo 90.) Embora demonstremos aparência de segurança, nossa vida é marcada pela incerteza, adversidade e brevidade. São razões mais do... ...

Leia mais →

Metas para 2018

É sabido que muitas das resoluções que fazemos no início de cada ano não passam de boas intenções que não chegam a ser lembradas já no mês de fevereiro. Sabemos que nossa tendência é tomar decisões com motivações puramente emocionais. Mas, por outro lado, não devemos começar um novo ano sem alguns propósitos que podem nos ajudar como pessoas e famílias. Quem sabe, ao começar mais um ano, você tome alguns propósitos que poderão ajudar sua vida, seu casamento (caso seja casado) e sua família. Para ajudar a você, alistamos algumas ideias. Quem sabe durante o próximo ano você possa perseguir alguns alvos, como os que alistamos abaixo. Realize, pelo menos uma vez por semana, o culto doméstico em sua família. Leia, pelo menos, durante o ano de 2018, quatro livros (um por trimestre) na área da família. Se você... ...

Leia mais →

A raiz da ingratidão

Versículo do dia: Porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato. (Romanos 1.21) Quando a gratidão brota no coração humano em direção a Deus, ele é exaltado como a rica fonte da nossa bênção. Ele é reconhecido como doador e benfeitor e, portanto, como glorioso. Mas quando a gratidão não surge em nossos corações diante da grande bondade de Deus para conosco, provavelmente isso significa que não desejamos honrá-lo; não queremos exaltá-lo como nosso benfeitor. E há uma razão muito boa pela qual os seres humanos por natureza não desejam exaltar a Deus com ação de graças ou glorificá-lo como seu benfeitor. A razão é que isso diminui a glória deles mesmos, e todas as pessoas por natureza amam a sua própria... ...

Leia mais →

Você pesca na água da morte?

Depois do ocorrido, pensei que por algum tempo não veria vara de pescar às margens do lago do Parque São José dos Pinhais. É que faz cerca de quinze dias que o corpo de um rapaz de vinte e um anos de idade foi achado boiando nas águas desse lago, numa manhã clara de terça-feira. Mas tem gente que não liga para esse fato. Quer saber mesmo é de pescar. Hoje de manhã, nas minhas voltas pelo parque, contei cerca de quinze varas de pesca no local. Talvez você ache um absurdo alguém pescar na água da morte e se servir do que tira dela. Mas o que mais tem é gente assim, sabia? Quem come do peixe da água da morte, come morte. Eis a razão porque há ao nosso redor muitos fracos e doentes e não poucos os... ...

Leia mais →

Qual o “porquê” da sua vida?

Não perca o motivo de viver O “porque” em questão não é “por que” de pergunta. É “porquê” de motivo. Talvez você nunca parou para pensar no “porquê” de motivo. A sua mente se ocupa mais com o outro “por que”, o de pergunta. É normal pensar mais nele mesmo, ainda mais quando se lida com o Deus soberano, o Deus que, como está dito em certo lugar, “faz tudo o que lhe apraz, no céu e na terra, no mar e nas profundezas das águas”. Muitas dessas ações dele nos deixam cheios de questões! Mas o “porque” que agrega sentido à vida não é o “por que” de pergunta. É o “porquê” de motivo. É por causa desse “porquê”, o de motivo, é que muita gente não joga a toalha na lutas diárias. Quanto mais forte esse “porquê”, mais... ...

Leia mais →

Visão que alegra

Tomé ficou para sempre rotulado como o cara que precisou ver para crer. Pregadores geralmente gostam de criticar o apóstolo. É fácil do conforto e da distância de fatos que já aconteceram, censurar as atitudes de Tomé. Vou então falar por mim, tenho muito mais de Tomé do que dos demais apóstolos. E pelo que tenho observado em minhas andanças e relacionamentos, tem muita gente que vive as mesmas angústias que eu e Tomé: precisam ver! Queremos ver. Fotos não bastam. Queremos ver ao vivo, testemunhar, contemplar, estar ali. Pense nas muitas fotos que já viu dos mais variados pontos turísticos deste mundo, você as vê e suspira pelo dia que finalmente poderá ir e conferir pessoalmente as belezas que lente fotográfica alguma é capaz de capturar, apenas e tão somente a lente dos olhos consegue. Não nego com isso... ...

Leia mais →

O que os pais de família da Bíblia nos ensinam?

Gosto de olhar para o livro de Gênesis na perspectiva da história de pais de família e sua relação com Deus, com o trabalho, com a sociedade e com a herança ou promessa de Deus. Não temos nenhum herói. Todos são essencialmente humanos em suas fraquezas e erros. Suas famílias estão longe de serem idealizadas como exemplo a ser seguido. Justamente por isso eles têm algo importante para nos ensinar. O primeiro chefe de família, naturalmente, é Adão. Eu o considero aquele filhinho do papai que colocou tudo a perder. Adão herdou um paraíso. Foi criado nas melhores condições possíveis. Tinha tudo para dar certo. Foi colocado num jardim prazeroso, tinha trabalho, esposa, descanso e responsabilidades. Mas uma coisa ele não tinha. Não tinha autonomia moral. Ele não podia decidir por si mesmo o que era certo e errado. Isso... ...

Leia mais →

“Ó Jesus, entra em cena!”

Depois de relembrar a transformação de mais de 480 litros de água em vinho da melhor qualidade, graças à intervenção voluntária de Jesus nas bodas de Caná da Galileia, Eugene H. Peterson, em seu devocionário Um Ano com Jesus, ensina-nos a fazer a pequena oração: “Ó Jesus, entra em cena!”. Não há oração mais apropriada quando chegamos à conclusão de que todos os nossos recursos foram esgotados e nada mais podemos fazer. A súplica é muito curta e direta. Em apenas cinco palavras dizemos tudo. Ela deve ser repetida: “Ó, Jesus, entra em cena!”, “Ó Jesus, entra em cena!”, “Ó Jesus, entra em cena!”. Deve soar não como uma ordem, mas como um pedido humilde, contrito e absolutamente sincero. Deve ser uma oração explicativa. Antes ou depois de “Ó, Jesus, entra em cena!”, devo me abrir diante de Jesus e... ...

Leia mais →