Categoria : Homens

Sete desafios das mídias sociais para os cristãos

1) Domínio próprio, para não desperdiçar tempo demais com as mídias sociais; 2) Uma mente pura, para não se deleitar e nem compartilhar notícias, vídeos, postagens, e fotos que promovem a impureza; 3) Sensatez, para não dar crédito a tudo que lê e vê – há muita desinformação e notícias falsas propositadamente plantados nestas redes de relacionamentos; 4) Sobriedade, para não desnudar sua vida e de sua família em público, trazendo online para dentro de sua casa e de sua intimidade pessoas que você não conhece; 5) Paciência para lidar com comentários, opiniões e criticas de pessoas que não têm educação, bom senso, mancômetro ou qualquer condição de manter um diálogo ou participar de um debate de forma inteligente e cortês. 6) Sabedoria, para não se precipitar em responder e reagir à provocações. Não há fim pacífico para brigas compradas... ...

Leia mais →

Jacó, a personificação da ovelha negra da família

Parece engraçado, ou melhor, tragicômico, que boa parte das famílias narra a presença de um membro dissonante no seio familiar que é identificado popularmente com o estigma de “ovelha negra”. Esse “ramo torto” ou “problemático” na família não é algo novo no panorama das famílias no mundo. Vemos na Bíblia, na família dos patriarcas, que Jacó é identificado como “o enganador” (ou mentiroso), mas se realizarmos uma leitura mais minuciosa dos textos sagrados vamos verificar que a mentira e o engano estão presentes nesta família desde Abraão, seu avô! A mentira era algo que Deus vinha tratando na família de Abraão desde seu chamamento. Já no capítulo 12 de Gênesis vemos um Abraão que, por medo, cria uma “meia-verdade” (Gênesis 12:12-13) e mais tarde repete o mesmo equívoco com a mesma motivação (Gênesis 20:1-18). Seu filho Isaque utiliza exatamente do... ...

Leia mais →

Olhe além

Por Genilson Soares da Silva E aí, já tomou a sua cruz hoje? A questão não é se você tomou a sua cruz ontem. A questão é se você tomou a sua cruz hoje. Se você, por alguma razão, não se lembrou de pegá-la hoje, é melhor você fazer isso agora mesmo, sabia? Porque sem cruz, você corre um sério risco de vida. Olhe bem: não é risco de morte. É risco de vida mesmo. Risco de vida é risco de viver de novo a vida velha. E na real: você vivo de novo para a vida velha não vai prestar. Aliás, pode prestar para um monte de coisa, menos para seguir em frente com Jesus, porque isso é coisa apenas para gente morta. Coisa de louco? Não! Coisa de Jesus mesmo, “que dizia a todos: ‘Se alguém quiser acompanhar-me,... ...

Leia mais →

O clamor do aflito

“Estou aflitíssimo; vivifica-me, Senhor, segundo a tua palavra” (Sl 119.107). A aflição é inevitável. Chega para todos, sem exceção. A vida não se desenrola num parque de diversões. Aqui navegamos por mares revoltos e atravessamos desertos inóspitos. Pessoas e circunstâncias tiram nossa alegria. Preocupações e ansiedade roubam nossas forças. Pecados e transgressões estrangulam a nossa paz. Enfermidades e limitações financeiras roubam nosso sono. Muitas são as causas de nossas aflições. Variadas são as consequências delas. O texto em apreço apresenta-nos quatro lições oportunas: Uma confissão. “Estou aflitíssimo…”. O Salmista coloca sua aflição em grau superlativo. Sua aflição chegou ao nível máximo. Essa aflição vaza por todos os seus poros. Sua mente é açoitada pelo chicote dessa dor indescritível. Seu corpo é surrado pelos efeitos dessa angústia. Sua alma é atormentada, sem pausa, por essa tristeza que o encurrala por todos... ...

Leia mais →

A oração que precisa ser feita

A oração que precisa ser feita: “Restaura-nos, ó Senhor!”  A singela súplica “Restaura-nos!” aparece três vezes no Salmo 80. Essa é a tradução mais comum. Mas há outras: “Faça-nos voltar!”, “Converte-nos!”, “Faze que prosperemos de novo!”. Algo curioso e significativo é que o autor do Salmo vai acrescentando palavras ao nome de Deus a cada súplica. Na primeira vez: “Restaura-nos, ó Deus!” (verso 3). Na segunda vez: “Restaura-nos, ó Deus dos Exércitos!” (verso 7). E na terceira vez: “Restaura-nos, ‘ó Senhor, Deus dos Exércitos’” (verso 19). Sua intenção seria reforçar a oração? Afinal, quando oramos: “Restaura-nos, ó Deus!”, o que estamos pedindo? Nada mais, nada menos, estamos pedindo que o Senhor, em sua soberania e misericórdia, conceda-nos a graça de recolher os cacos do nosso vaso quebrado e o refaça, dando-lhe a forma e a beleza anteriores. Isso nos faz... ...

Leia mais →

Deus vai te responder na sua crise

Sua crise está chegando. Se ela ainda não chegou ou se você não está no meio de uma nesse momento, sua hora vai chegar. E não apenas uma crise. Em sua misericórdia severa, Deus pontua nossas vidas nessa era caída com momentos de crises com graus variáveis, destinados para o nosso bem eterno. Durante milênios, o povo de Deus tem conhecido “momentos de crise” e “dias de angústia”, às vezes demasiadamente. E o mesmo continua atualmente. Nosso Pai nunca prometeu que o fato dos nossos problemas serem dele significaria que não teríamos os nossos. De novo e de novo, as Escrituras descrevem os fiéis não como aqueles que nunca tiveram problema, mas como aqueles que clamaram a Deus em suas crises. Os homens e mulheres que lembramos como modelos enfrentaram os maiores momentos de crise e dias de angústia. E... ...

Leia mais →

Descanso como ingrediente do sucesso

Se você trabalha desenfreadamente, é hora de diminuir o ritmo e priorizar sua qualidade de vida. Saiba mais! Você dedica tempo de qualidade para repousar? Qual foi a última vez que deixou os afazeres laborais de lado para passar agradáveis momentos na companhia de quem ama ou fazendo o que gosta? Há quanto tempo não diminuiu o ritmo para ler a Palavra de Deus, orar, ir à igreja e aprofundar a sua comunhão com o Pai? Se você deseja manter sua saúde física, mental e espiritual em dia, dê importância ao descanso! Sobretudo nos dias atuais, em que exige-se muito do trabalhador e a sociedade aparenta estar cada vez mais apressada, é possível que entremos em uma dinâmica desumana de trabalho intensivo que compromete os dias de lazer e as horas tão necessárias para a restauração de nossa força e... ...

Leia mais →

E foram felizes para sempre

Quem nunca ouviu a expressão: “foram felizes para sempre”, ao final de um conto infantojuvenil? Ela traduz o desejo de todo ser humano de ser feliz em todo tempo. Quem nunca sonhou em não ter problemas, como enfermidades, perdas, angústias, separações e injustiças? Quem não se comove, diante da situação de milhares de crianças do Haiti que ficaram órfãs, após o terremoto que assolou o país? Ou diante da falta de comida, na Malásia, onde, diariamente, morrem muitas pessoas, em consequência da fome? Basta olharmos o mundo e veremos a miséria. Jesus, ao caminhar pelas ruas da Palestina, se comoveu: Vendo Ele as multidões, se compadeceu delas porque estavam aflitas e desamparadas como ovelhas sem pastor (Mt 9:36). Diante das aflições humanas, ele fez uma promessa a todo aquele que crer: Não se perturbe o vosso coração; credes em Deus,... ...

Leia mais →

Pais de filhos adolescentes, ouçam a instrução do Senhor!

Criar filhos adolescentes tornou-se um desafio quase impossível para muitas famílias cristãs. A sensação de impotência quanto à formação da pessoa dentro dos moldes cristãos nessa fase da vida, invariavelmente, vem acompanhada daquelas dúvidas que persistem em atormentar a consciência dos pais: a educação que oferecemos produziu pessoas responsáveis e bem-sucedidas? O modo como criamos interfere em algum nível na conversão dos filhos? E quando os filhos criados em lares evangélicos se perdem obstinadamente numa vida de pecados? De quem é a culpa? A salvação pertence ao Senhor (Jn 2.9) Jonas 2.9 nos ensina que a salvação pertence ao Senhor. Sim, a salvação não é determinada nem depende de obras, nem da dignidade, nem da vontade humana. Ela é operada exclusivamente por Deus! Algumas pessoas tendem a achar que essa afirmação suprime a responsabilidade ou o amor dos pais na... ...

Leia mais →

Você é tóxico?

A gente já leu sobre tóxicos na natureza, na saúde, já discutimos muito sobre relacionamentos tóxicos e sobre o uso deste para bombas e armas químicas. O fato é que esta palavra foi escolhida como a “Palavra do Ano 2018” pelo respeitável e renomado dicionário Oxford, da língua inglesa. Pois é, ele que já escolheu “selfie, fofo, e 😂” agora definiu esta palavra que em inglês tem o sentido de envenenamento, veneno, algo que contamina mesmo. Como jornalista e escritora eu confesso que sempre fico esperando qual será a palavra do ano, pois não deixa de ser uma percepção de vários especialistas sobre como foi o ano que passou. Caramba, e que ano tóxico! 2018 acenou com crises humanitárias ao redor do globo ao mesmo tempo que viu sistemas e governos flertarem com o facismo na maior cara lavada provocando... ...

Leia mais →