Categoria : Homens

Passe o bem

Por Genilson Soares da Silva Hoje cedo, fui deixar os meus óculos numa ótica do centro do lugar onde moro, para trocar as lentes – vou ver bem menos até amanhã à tarde. Na volta para o carro, um senhor, que se cobria com uma manta suja, me abordou assim: “o senhor tem uma moeda?” . Nessas horas, qual a reação padrão da gente? Sem sequer olhar para a cara do dito cujo, a gente avisa logo que está sem moeda. Tentei outra reação. Parei para saber o nome dele, de onde era e desde quando vivia na rua. O nome dele? Vinícius. Tem cinquenta e um anos, dos quais quarenta vivendo na rua. Nasceu e viveu parte da sua vida em Porto Alegre. É torcedor do grêmio. Depois desse papo breve, quis saber dele porque queria tanto uma moeda.... ...

Leia mais →

Saiu a lista dos convocados

Já vibrei e me emocionei em várias copas. Esta, no entanto, apesar da contagem regressiva para o seu início, simplesmente parece não empolgar a “pátria de chuteiras” como em outras épocas. Ando pelas ruas de várias cidades do Brasil, não vejo ruas e muros sendo pintados com o verde e amarelo, nada de bandeirinhas nos carros, até o momento nenhum estabelecimento comercial me brindou com uma tabelinha da copa, enfim, o famoso “clima de copa” ainda não aconteceu. Patrocinadores, lojistas e veículos de comunicação foram pegos no contrapé pela indiferença da torcida brasileira. As manchetes dos últimos meses explicam. A nação está saturada, enojada, cansada e indignada diante das corrupções que são reveladas e despejadas sobre suas carências sociais diariamente. Corrupções estas que não se limitam ao mundo dos políticos, exibem suas garras nas artes, nas escolas, nas empresas, nos... ...

Leia mais →

O tempo que temos na mão

Os filhos crescem, e a gente fica pensando: até quando vão precisar dos pais? O sinal da Jardim Botânico com a Maria Angélica fechou, os carros pararam e, quando íamos atravessar, o Martín, pela primeira vez, soltou a minha mão. Ele olhou para os lados, fez uma cara séria e foi, sozinho e decidido, cruzando as faixas brancas, a caminho do lado de lá. Foi só um pequeno gesto de um filho aos oito anos, mas, para o pai, que ficou com a mão solta no ar, foi um grande choque. A gente tem a ilusão de que os filhos vão precisar sempre de nós para comer direito, se vestir, se lembrar da hora e, é claro, atravessar a rua. É uma ideia aconchegante, que dá todo um sentido para a vida. A nossa, não a deles. Quando Martín me... ...

Leia mais →

Valentia é preciso

Horas antes de bater as botas, o então idoso Davi chamou o seu filho para instrui-lo sobre algumas coisas que teria que fazer. E como começa a sua última instrução? Começa pedindo para o filho ser valente. Davi pediu para o seu filho ser o que ele próprio havia sido. Davi viveu com valentia. Além disso, se cercou de homens valentes. Um deles, Eleazar. Pensa num homem valente. Ele esteve com Davi quando os filisteus se reuniram para a batalha. O combate foi tão terrível e violento que todos os israelitas pediram arrego. Todos não. Eleazar permaneceu no campo de batalha. Permaneceu para lutar. Lutou tanto contra os filisteus que a sua mão ficou dormente e grudou na espada. Você consegue imaginar como estava a mão dele? Ferida e sangrando. Mas Eleazar não pediu arrego. O homem era valente mesmo.... ...

Leia mais →

Não basta dizer, é preciso fazer

Muitos gostariam que o Sermão do Monte terminasse com a conhecida “lei áurea” — “Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas” (Mt 7.12). E o mais famoso sermão de Jesus terminaria com um bom resumo de tudo o que ele havia acabado de ensinar. Porém, Mateus não termina assim. Ele segue com uma recomendação e conclui com uma pequena parábola, na qual Jesus deixa claro o que ele espera dos seus ouvintes. Uma forma de entender a conclusão desse sermão são os pronomes: “nem todo o que “me” diz”, “aquele que faz a vontade do “meu” Pai”, “hão de dizer-‘me’”, “apartai-vos de ‘mim’”, “ouve as ‘minhas’ palavras”. Eles nos levam a considerar quem ensina, e não apenas o que se ensina. São essas palavras... ...

Leia mais →

Deus nos manda odiar?

Tempo para tudo – amar e odiar Os primeiros versículos de Eclesiastes 3 nos ensinam muito. Ensinam que o tempo não está à deriva. Há tempo para todas as realizações. E esse tempo existe por que há um “Senhor” atemporal que governa tudo e todos, pois diante dele estão nítidas tanto a eternidade passada como a eternidade futura (Sl 90.2). Este “Senhor do tempo” é Deus (Pai, filho e Espírito Santo). Assim, a vida nunca é estática. Ela se recusa estar parada em seus diferentes ritmos de atividades. As estações mudam. As marés mudam. As circunstâncias mudam como numa roda gigante, onde o posicionamento é temporário. Às vezes, as situações são por ações nossas, outras por reações. Desta forma, há “tempo de amar e tempo de odiar” (Ec 3.8). Comecemos por tempo de amar. Amar é bom. João escreveu que... ...

Leia mais →

Sim, é verdade!

Eu decidi cheirar com você carreirinha de cocaína, mas, a partir de hoje, não vou mais fazer isso. Sim, é verdade, eu decidi usufruir dos prazeres transitórios do pecado, mas, a partir de hoje, não vou mais fazer isso. Sim, é verdade, eu decidi abortar a substância ainda informe, que está no meu útero, mas, a partir de hoje, não vou mais fazer isso. Sim, é verdade, eu decidi andar solta, sem qualquer rede ou freio, mas, a partir de hoje, não vou mais fazer isso. Sim, é verdade, eu decidi beber todas com você no happy hour, mas, a partir de hoje, não vou mais fazer isso. Sim, é verdade, eu decidi fazer sexo com você antes do casamento, mas, a partir de hoje, não vou mais fazer isso. Sim, é verdade, é decidi viver com você uma vida... ...

Leia mais →

Odiar sem ser odiento

O cristão deve compartilhar ideias, sentimentos e conduta condizentes com os ensinos da Palavra de Deus. Portanto devemos cultivar, nutrir, zelar e guardar tudo o que nos é ensinado. A Bíblia nos ensina a amarmos uns aos outros, a amar a família, amar até os nossos inimigos, amar a Lei de Deus, amar a justiça, amar a verdade e tantas outras virtudes e condutas. Deus é amor e requer de seus filhos uma vida de amor. Porém quero destacar que Deus também odeia. A Bíblia nos apresenta inúmeras coisas para as quais Deus expressa ódio: a idolatria, infidelidade na conduta, o caminho da falsidade, os inconstantes, odeia o mal, o orgulho, o roubo, a religiosidade morta, o divórcio e tudo o mais que fere e contraria seus inegociáveis e santos princípios. Este ódio é um sentimento de repúdio, de oposição.... ...

Leia mais →

Confessar para que?

“Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados” (Tiago 5:16). Aqui está um dos exercícios mais difíceis e constrangedores da vida cristã: confessar seu erro a quem você ofendeu ou prejudicou. Requer boa dose de humildade, expor-se, confessar seu erro abertamente diante de outra pessoa, seja ela seu chefe, colega de trabalho, seu amigo ou sua mãe. Uma das coisas mais difíceis para o ser humano é reconhecer que errou. Palavras ferinas e ofensivas ditas no calor da discussão; mentiras intencionais; a ultrapassagem que resultou num pequeno e incômodo acidente; o passe errado que terminou em gol para o adversário; e poderíamos multiplicar exemplos. Então, tentamos escapar dizendo: “Ela também tem culpa.” “Eu quis fazer o melhor.” “Eu tentei, mas já era tarde.” “Não era essa minha intenção.” Procuramos minimizar, encolher nossa... ...

Leia mais →

Uma Amizade Perigosa

Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” (Tg 4.4). O mundo, kosmos, aqui, não é o mundo físico, geográfico ou habitado pelo homens, mas um sistema de valores que está em aberta oposição a Deus e à sua palavra. Não se trata de algo material, mas espiritual. Não se refere à criação, mas à cosmovisão que conspira contra os preceitos de Deus. É uma maneira ver a vida, a família, a sociedade, a igreja, o dinheiro, o sexo, os prazeres, as oportunidades, o tempo e a eternidade deixando de lado a realidade de Deus e de sua palavra. Ser amigo desse sistema é um ato de infidelidade a Deus. É como um adultério espiritual. Deus firmou um pacto conosco, onde somos o seu... ...

Leia mais →