Categoria : Homens

Pequenas coisas, grandes encrencas

“Pequenas Empresas, Grandes Negócios” já fez muito sucesso neste nosso Brasil, programa de tv, revista e um conceito desejado por muitos. Para além dos círculos empresariais o mesmo conceito tem aplicações por vezes desastrosas, pois coisas pequenas fazem parte da rotina, do ordinário, e devem ser cuidadas para não se tornarem em grandes encrencas. Nos desenvolvemos e crescemos convivendo com pequenos momentos, pequenas felicidades, pequenas conquistas, pequenos ciclos, pequena fé, enfim, é na somatória de pequenas coisas e eventos que vidas são construídas e histórias são contadas. As grandes coisas e os grandes eventos são pontuais, são marcos em nossa caminhada, mas, no dia a dia, precisamos dar atenção e dedicar carinho e cuidado às pequenas coisas. Tão atacados e bombardeados pelo discurso de que devemos aceitar, gostemos ou não, como normais coisas que são certamente anormais quando comparadas com... ...

Leia mais →

Fazer graça com a Graça não tem graça

A vida é uma comédia, já se disse. O humor destes tempos tornou-se uma arma poderosa para conquistar, entreter, criticar, difamar, ridicularizar. Dos antigos e bonachões programas humorísticos isolados em algum canto da grade de programação das TVs abertas, hoje o humor está em todos os espaços possíveis e inimagináveis, fazendo da vida, muitas vezes, uma comédia de mau gosto. Um exemplo que a moçada adora discutir e, por isso mesmo, acaba gerando discussões sem fim e sem ganhadores, é sobre os filmes de heróis da Marvel e da DC Comics. Os da Marvel tem mais humor, por isso são mais legais. Os da DC são mais inteligentes, por isso são mais legais. Nada disso, o humor da DC é mais sutil. Não, a Marvel… Entendeu? Essa discussão não tem conclusão, cada grupo tem uma opinião que defende com toda... ...

Leia mais →

Dia de batalha

“Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes. ” – Ef 6.13 Ministério é sinônimo de guerra. Afinal, estamos lidando com a questão mais importante da vida, que é a salvação. Fazer com que pessoas que vivem nesta terra, respirando este mundo e seus prazeres a desejar a eternidade ao lado do Senhor, é um desafio diário. Além disso, a Bíblia fala de um “dia mau”. E o que vem a ser isso? Embora tenha-se a interpretação futurística, o contexto da carta está tratando de assuntos práticos. Não ignoramos o posicionamento escatológico da grande tribulação, que os dias que antecedem a vinda de Cristo serão mais difíceis – 2 Tm 3.1-5. Mas cremos que este termo pode ser observado em toda a história da Igreja. Essa expressão “dia... ...

Leia mais →

Vitória sobre a tentação

Muitos cristãos se encontram desesperados, por causa de uma derrota tremenda com a tentação. Muitos cristãos têm dúvidas se a vitória sobre a tentação pode um dia ser alcançada. No desespero, eles desistem. Contudo, não precisa ser assim. Deus fez provisão para a nossa vitória sobre qualquer e toda tentação. Nós não temos que mancar até a linha de chegada, cansados e derrotados. Nós podemos correr a corrida da vida com os nossos olhos fixos no Salvador, que sempre nos lidera em Seu triunfo. Deus nos deu o exemplo e a força para sermos vencedores. O seguidor verdadeiro de Cristo sempre enfrentará a tentação. Tem sido parte da vida, desde o Jardim do Édem. Adão foi tentado. Noé, Abraão, Moisés, Pedro, Paulo e João – todos enfrentaram a tentação. É impossível seguir na vida sem a tentação. Contudo, a Bíblia... ...

Leia mais →

A força do soldado

“Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. ”-  Ef 6.10 Paulo havia escrito a sua carta aos irmãos de Éfeso sobre a soberania e glória de Cristo, da salvação exclusiva pela graça, da riqueza da oração, da beleza da Igreja e sua funcionalidade através de chamados específicos, da grandeza do casamento e da família, no entanto, ao encerrar, não deixa de alertar: Estamos em guerra! E se estamos em guerra, devemos nos considerar soldados. E a primeira qualidade é a aptidão física, a nossa força. Não há regimento em que a prioridade não seja exercício físico. De igual forma, como soldados espirituais devemos ser fortes espiritualmente. Porém, essa força não deve estar centrada em nós mesmos. Não podemos nos fortalecer sozinhos. Não é errado procurar fazer o nosso melhor, aliás devemos, mas as ações... ...

Leia mais →

Permanecer casados não depende de paixão, mas de manter uma aliança

O pastor John Piper afirmou que o pecado e as pressões culturais têm distorcido a visão bíblica sobre o real valor do casamento. Um casamento não se sustenta apenas com a paixão, mas também exige compromisso e aliança. O alerta foi dado pelo renomado pregador e teólogo norte-americano John Piper em uma de suas pregações recentemente publicadas em seu site ‘Desiring God’. Se baseando na passagem de Gênesis 2:18-25, o pastor expôs a primeira parte de uma série de sermões sobre a permanência do casamento destacou a visão bíblica sobre a união matrimonial e alertou que o próprio “próprio pecado, egoísmo e escravidão cultural tornam quase impossível sentir a maravilha do propósito de Deus para o casamento entre um homem e uma mulher”. “Nunca houve uma geração cuja visão do casamento fosse plena. O abismo entre a visão bíblica do... ...

Leia mais →

E se eu falhar?

Todos temos medo de falhar, porque sabemos que, um dia, falharemos. Sempre se soube que o ser humano é falho e que, até o melhor dos melhores, pode deixar a desejar em suas atitudes e em seu desempenho. Aceitamos melhor as falhas dos outros do que as nossas. O que tememos não é a falha, mas a natureza da falha. Não nos importamos de falhar com qualquer coisa, nos importamos de falhar com aquilo que é importante para nós: situações, contingências, pessoas, desempenhos afetivos e profissionais. O medo de falhar muda, conforme o tempo passa. Comecei tendo medo de falhar numa apresentação pública. Eu tinha 7 anos, era recém alfabetizada, e a professora se encantou comigo, porque numa segunda feira cheguei à escola, declamando uma poesia, como papagaio de pirata, sem entender nem mesmo o significado das palavras. Sempre tive... ...

Leia mais →

O ideal mais alto é não pecar

Deixem todo costume imoral e toda má conduta. Aceitem com humildade a mensagem que Deus planta no coração de vocês. (Tg 1.21) Tiago exorta os irmãos a se desfazerem de algumas coisas, a se livrarem de algumas coisas, a deixarem algumas coisas, a rejeitarem algumas coisas. Eles não devem conviver com elas nem suportá-las. É independência ou morte! Embora amável (ele já os chamou duas vezes de “queridos irmãos”), Tiago entrega o recado inteiro, sem cortes ou animosidades. Quais são as coisas a que os irmãos devem renunciar? Aproveitando as diversas traduções, o leque todo é: o povo de Deus espalhado pelo mundo inteiro deve despojar-se de toda conduta imoral, de toda impureza moral, de qualquer imundície, de qualquer mentira. E também de todo acúmulo, de todo excesso, de todo resquício, de todo sinal, de todo tipo, de todo transbordamento... ...

Leia mais →

Desvicie-se!

Desvicie-se do celular. Desvicie-se do açúcar. Desvicie-se do palavrão. Desvicie-se da pornografia. Desvicie-se da maledicência. Desvicie-se da murmuração. Desvicie-se da gulodice. Desvicie-se do mimimi. Desvicie-se de jogar seu tempo fora. Desvicie-se do “zap” durante o culto. Desvicie-se da dependência do ex ou da ex. Desvicie-se desse ar de pavão. Desvicie-se de mentir. Desvicie-se de chegar sempre atrasado. Desvicie-se de justificar seus pecados. Desvicie-se da autopiedade. Desvicie-se de enganar a si mesmo. Desvicie-se de ser omisso. Desvicie-se de ser um crítico contumaz. Desvicie-se da bebida alcoólica. Desvicie-se de procurar defeito em todo mundo. Desvicie-se de ser apenas um consumidor na igreja de Deus. Desvicie-se de ser um pai ausente. Desvicie-se de ser uma mãe apática. Desvicie-se de ter seu time em primeiro lugar em sua vida. Desvie-se de uma vida sexual impura. Desvie-se de prazer pela vida mundana. Desvicie-se de culpar... ...

Leia mais →

Cansou?

Esta não parece uma pergunta apropriada para um início de ano. Nem concluímos o primeiro mês de 2017. Será que já tem gente cansada? Tem. Mais do que você imagina, mais do que eu imaginava que tivesse. E não apenas cansada, tem gente já decidida a desistir. A canseira chegou no limite, já não aguentam mais lutar. Game over. O cansaço, de certa forma, faz evaporar qualquer ilusão que se tinha em relação a possíveis crendices e simpatias depositadas no réveillon. Envolvidas pelo apelo da data, muitas pessoas realmente acabam acreditando que a passagem do 31 de dezembro para o 1 de janeiro tem uma mágica transformadora, acreditam que “no ano que vai nascer” tudo será diferente, que um ciclo se encerrará dando lugar a eventos novos. Bastam uns poucos dias, no entanto, para se cair na real e concluir... ...

Leia mais →