Categoria : Homens

Maus exemplos nos dão esperança

Cerca de três meses mais tarde, disseram a Judá: “Sua nora Tamar prostituiu-se, e na sua prostituição ficou grávida”. Disse Judá: “Tragam-na para fora e queimem-na viva!”. (Gênesis 38.24) O povo de Deus frequentemente cai em pecado. Seus exemplos nos mostram a graça e a misericórdia infinitas de Deus. Ele salva não apenas aqueles que são fiéis e morais, como Abraão, Isaque e Jacó, mas também os que são imorais, como Judá, Tamar, Rúben, Simeão e Levi. Portanto, nenhum de nós deve confiar na justiça própria quanto à sua moralidade ou sabedoria. Por outro lado, nenhum de nós deve desistir por causa dos seus pecados. As Escrituras louvam os exemplos de Abraão, Isaque e Jacó. Ao mesmo tempo, descrevem os piores tipos de pecadores. Vemos as virtudes das pessoas mais piedosas e os pecados das pessoas mais ímpias – porém,... ...

Leia mais →

A idolatria do bem estar

Arthur Ashe foi um grande tenista afro americano nascido em Virginia, Estados Unidos. Foi o primeiro negro a fazer parte da equipe que disputaria a Copa Davis, sendo campeão por duas vezes e também campeão em Wimbledon. Além disso, Ashe foi um lutador contra as políticas raciais no Sul da África. Em 1988 veio o grande golpe. Após uma transfusão de sangue devido a uma cirurgia, ele contraiu o vírus da AIDS. Por ser um ícone americano, muitas pessoas mandaram cartas de apoio e em uma carta específica a seguinte pergunta: Porque Deus teve que escolher você para essa terrível doença? Arthur respondeu: No mundo 5 milhões de crianças aprender a jogar tênis, 5 mil conseguem jogar em torneios importantes, 50 chegam a Wimbledon, 2 a final. Quando eu estava levantando os troféus nunca perguntei a Deus “Porque eu Senhor?”... ...

Leia mais →

O poder através da oração

Deus é soberano e faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade, mas sendo ele soberano, escolheu agir em resposta às orações do seu povo. Orar é conectar o altar com o trono, a fraqueza humana à onipotência divina. Orar é falar com aquele que está entronizado acima dos querubins e governa o universo. Não há nenhuma força mais poderosa na terra do que a oração, pois a palavra de Deus diz que muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo. Pela oração situações humanamente irremediáveis acontecem. Ana orou ao Senhor e tornou-se alegre mãe de filhos, inobstante ser estéril. Deus derrotou o poderoso exército da Assíria em resposta às orações do rei Ezequias. Esse mesmo rei foi curado de uma enfermidade mortal, em resposta ao seu clamor e às suas lágrimas. A oração aciona o braço... ...

Leia mais →

Pense como Jesus pensa

Ao passar das águas do Jordão para as areias da Judeia, a gente sabe o que Jesus não fez, mas não sabe o que Jesus pensou. Jesus não fez o que o diabo queria, mas será que pensou em fazê-lo? Jesus pensou em transformar pedras em pães? Jesus pensou em pular da parte mais alta do templo? Jesus pensou em ficar de quatro diante do diabo? Talvez você pense que Jesus pensou em fazer todas essas coisas. Penso que Jesus não pensou. Vou dizer a razão de pensar assim. Para Jesus, pensar em fazer é tão sério quanto fazer. Lembra do ensino dele sobre fazer sexo com a mulher do outro? Disse, no sermão do monte, que pensar em fazer sexo com a mulher do outro é tão grave quanto fazer sexo com a mulher do outro. O que dizer... ...

Leia mais →

Uma poderosa mudança na vida

O evangelista Lucas registra o importante episódio dos dois discípulos de Emaús, que caminham desassistidos de esperança, mergulhados nas sombras de expectativas frustradas, até que reconhecem o Cristo ressurreto, caminhando com eles, ensinando a eles, e tendo comunhão com Deus. Uma mudança profunda foi efetuada na vida deles. Que mudanças foram essas? Em primeiro lugar, olhos abertos pela exposição das Escrituras (Lc 24.26,27,31). Jesus revelou-se pelas Escrituras. Ele já havia ensinado: “Examinai as Escrituras, porque são elas que testificam de mim” (Jo 5.39). Quando reconhecemos em nosso caminho que Jesus está vivo, não há mais espaço para a preocupação ( Lc24.17), tristeza (Lc 24.17), desesperança (Lc 24.21) e incredulidade (Lc 24.25). O Cristo que tinha de padecer devia também entrar na sua glória. Cristo não foi derrotado pelo poder da morte, mas triunfou através dos seus sofrimentos e venceu a... ...

Leia mais →

Minha oferta, minha VIDA!

A história de Caim e Abel é rica em detalhes. Tem muito a nos ensinar sobre a maneira correta de nos aproximarmos do Senhor. Entre os teólogos, o debate é grande para saber o que fez com que Deus aceitasse a oferta de Abel, e rejeitasse a de Caim. Alguns tentam explicar que Deus aceitou a oferta de Abel porque esta envolvia “derramamento de sangue” e a de Caim não. Parece um ponto de vista um tanto quanto forçado, visto que as leis referentes a ofertas não haviam sido normatizadas. Prefiro pensar que o que estava em questão no texto era a atitude do coração dos adoradores. As intenções de Caim eram más enquanto as de Abel, boa. Pelo menos é isso que transparece o versículo.  O problema não foi o que eles ofertaram mais a atitude com que o... ...

Leia mais →

Qual o nome do futuro?

O medo do amanhã está estampado em cada vez mais rostos que encontro. A corrupção de uns poucos assaltam bem mais que os cofres do país, assaltam a paz da alma, a tranquilidade do coração e a saúde do raciocínio. Assaltados em suas possibilidades, pessoas são vitimadas por quadrilhas de terno e gravata, gente que só tem olhos para o ego refletido no espelho, jamais para os milhares que deram seu precioso voto de confiança. Grana não é tudo, e na conta da vida grana significa muito pouco, afinal, perder a confiança num amanhã melhor leva inevitavelmente para esse quadro preocupante: medo. Mas o medo nunca vem sozinho, vem sempre muito mal acompanhado. Estresse, preocupação, dúvida, incerteza, desequilíbrio, doenças emocionais, incapacidade reflexiva, instabilidade intelectual, falta de foco, desmotivação. Enfim, ontem não foi bom, hoje está um pouco pior, caramba!, que... ...

Leia mais →

Você é mesmo um cristão? Como sabe disso?

O apóstolo João escreveu o evangelho para mostrar como uma pessoa pode ser salva: “Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome” (Jo 20.31). E escreveu sua primeira carta para mostrar que os salvos podem ter certeza da salvação: “Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do Filho de Deus” (1Jo 5.13). Há dois erros que precisam ser evitados: Primeiro, buscar outro meio de salvação, fora de Jesus. Segundo, duvidar que a salvação oferecida por Jesus possa ser perdida. Todo aquele que crê em Jesus pode ter certeza da vida eterna, porém, a falsa segurança, pode ser uma grande tragédia. Por isso, João elenca na primeira epístola três mentiras... ...

Leia mais →

Quando eu estarei satisfeito?

Versículo do dia: Eu lhes fiz conhecer o teu nome e ainda o farei conhecer, a fim de que o amor com que me amaste esteja neles, e eu neles esteja. (João 17.26). Imagine ser capaz de desfrutar o que é mais agradável com poder e paixão ilimitados para sempre. Essa não é a nossa experiência atual. Três coisas ficam no caminho de nossa completa satisfação neste mundo. Nada tem um valor pessoal grande o suficiente para satisfazer os anseios mais profundos dos nossos corações. Nós não temos a força para provar os melhores tesouros em sua máxima excelência. Nossas alegrias aqui chegam a um fim. Nada dura. Mas, se o propósito de Jesus em João 17.26 se tornar realidade, tudo isso mudará. Se o prazer de Deus no Filho se tornar nosso prazer, então o objeto de nosso deleite,... ...

Leia mais →

Vale a pena estar na presença de Deus

Para impedir que o seu caso com Bate-Seba viesse à tona, Davi mentiu e matou. Um abismo sempre chama outro abismo (Sl 42:7). Por essa razão, jamais se deve brincar com abismo. No caso dele, um abismo, o do adultério, chamou dois outros abismos, o da mentira e o do homicídio. Caído nesses abismos, compôs um salmo para tentar se acertar com Deus. Davi, nessa ocasião, não pediu para Deus manter a sua coroa, o seu reino, o seu poder, a sua fama, a sua casa, a sua glória, o seu ouro, o seu nome. Davi pediu uma coisa apenas: “Não me lances fora da tua presença” (Sl 51:11a). De que adianta ter coroa, ter reino, ter poder, ter fama, ter casa, ter glória, ter ouro, ter nome, e não estar na presença de Deus? Não adianta de nada! Davi... ...

Leia mais →