Categoria : Artigo

O que fazer se seu filho não te escuta?

Se cada tentativa de conversa com seu filho adolescente parece o prenúncio da III Guerra Mundial, keep calm! Você pode descobrir nas linhas abaixo as estratégias para evitar esta batalha. Se esta introdução está soando bélica demais, acredite! Muitos pais estão se sentindo à beira do precipício emocional com tamanho esforço para alcançar os filhos, e de igual modo estão muitos adolescentes: perdidos, às vezes agarrando-se a coisas ou pessoas que causam ainda mais problemas. Você sabe que eu tenho feito palestras para adultos, bem como para adolescentes, e foi aí que passei a me interessar mais pelo tema. Por um ouvido eu captei os questionamentos juvenis e pelo outro entraram as indagações paternas. As informações processadas me fizeram entender a razão mais gritante deste conflito: a Comunicação, na sua deficiência ou ausência. Hoje quero falar com você, o adulto... ...

Leia mais →

“Pensar nas coisas que são do alto”. Você faz isso?

Coloque em prática essa atitude e colha maravilhosos benefícios em sua vida Imoralidade desmedida, corrupção, desonestidade e traições. Todos os dias, somos assaltados por uma quantidade de conteúdos deprimentes que fazem mal à mente e ao coração e que entram em nossas casas por meio das telas dos computadores, da TV, das páginas das revistas e de outros veículos de comunicação. De fato, a mídia e o mundo do entretenimento, infelizmente, estão contaminados com toda sorte de informação nociva e degradante, que revelam o aterrador grau de pecaminosidade ao qual o ser humano pode chegar e o afastamento de nossa sociedade da vontade de Deus. Nesse cenário, é fundamental que estejamos atentos em relação ao que estamos consumindo. Assim como atentamos para a qualidade daquilo com que alimentamos o corpo, escolhendo apenas o que é saudável e apto para comer,... ...

Leia mais →

O Grande Pastor

Quando ouvimos a palavra pastor, geralmente pensamos em um homem educado, de maneiras gentis, em uma postura descontraída, cercada por ovelhas pastando serenamente em um vale com belas colinas. Mas isso é apenas parte da imagem. Os pastores são em primeiro lugar os guardiões e protetores das ovelhas. Eles devem ser gentis e fortes, ternos e corajosos, cuidadosos e severos. Hoje em dia, em muitas partes do mundo, como no antigo Oriente Próximo, os pastores são alguns dos mais habilidosos caçadores e guerreiros de seu povo. É por isso que Jesus chama a si próprio de o “Grande Pastor”, e ele não conduz suas ovelhas indo atrás delas com um chicote, mas chamando-as pelo nome e conduzindo-as por pastos verdejantes. Antes de enfrentar Golias, Davi descreveu ao rei Saul como ele defendia as ovelhas de seu pai: “Teu servo apascentava... ...

Leia mais →

A força do amor

Uma paráfrase de 1 Coríntios 13 O amor nunca perde a paciência. Ele é sempre bondoso, prestativo e admiravelmente benfazejo. Procura ser construtivo todo o tempo. O amor nunca é invejoso ou ciumento. Também não é arrogante, orgulhoso, presunçoso ou fanfarrão. Ele não se pavoneia, não se ostenta, não se vangloria de coisa alguma. Não procura impressionar, chamar atenção para si. Ele se porta com extraordinária modéstia. Não alimenta ideias enfatuadas acerca de sua própria importância. O amor tem boas maneiras. No trato com cada pessoa, nunca é grosseiro, rude ou inconveniente. O amor não maltrata ninguém. O amor é o pai do altruísmo, pois nunca procura seus próprios interesses e se mantém cuidadosamente afastado de qualquer conotação egoísta. O amor é maravilhoso! Nunca se encoleriza contra quem quer que seja, mesmo tendo motivos para tanto. Ele não é irritadiço,... ...

Leia mais →

Tô na Bad – Como vencer um dia mal

Você já ficou na bad alguma vez? Se já ficou triste, pra baixo, chateado com alguma coisa que o levou ao desânimo, então sim, já esteve na bad. Bad é uma palavra da língua inglesa e significa “mal” ou “ruim”, na tradução para o português. No Brasil, no entanto, bad costuma ser utilizada como uma gíria, principalmente a expressão “estar na bad”, “estou na bad” ou ainda “tô na bad”, que significa “estar de mal humor” ou “estar triste e deprimido. Corriqueiramente vemos nas redes sociais, ou em conversas informais: “Ai, tô tão na bad hoje”. Nossa vida é como as estações do ano, então dias de inverno sempre chegam, como superar esses dias é que a grande charada. Todos estão sujeitos a esses momentos, mulheres principalmente, a famosa TPM. Nossa! Esse período dá uma bad tão forte, você se... ...

Leia mais →

O perigo mora ao lado

O mundo está atordoado com as marcas da violência silenciosa, gestada no anonimato, mas que age com estardalhaço, ceifando indiscriminadamente inocentes indefesos, em escolas, praças e redutos religiosos. O que aconteceu recentemente em Suzano, São Paulo, e em Nova Zelândia, retrata esse perigo que mora ao lado. Esses agentes do mal, crescem no meio da família, da escola, das instituições religiosas, aparentemente inofensivos. Estão no meio do povo, como um do povo, sem dar qualquer aceno de ameaça à coletividade. Num dado momento, porém, o gatilho do desequilíbrio mental é acionado: Um gesto mal interpretado, uma injustiça sofrida, uma brincadeira de mal gosto, uma frustração amorosa, uma radicalização ideológica, vício virtual ou um preconceito racial ou religioso são suficientes para acionar a mão da violência. São fatores subjetivos, que desencadeiam todo um processo de desequilíbrio que vai sendo aninhado, perigosamente,... ...

Leia mais →

Profissionais em missão

Todos nós, pelo menos uma vez na vida, já nos sentimos desafiados a aceitar um apelo missionário. Seja num congresso, num acampamento, numa viagem missionária, todos já experimentamos aquela sensação de “responsabilidade” diante de um mundo perdido sem Cristo. Alguns — como eu — recebem seu chamado específico para o campo, mas se sentem totalmente inexperientes e incapazes de assumir tal tarefa. Afinal, não somos médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, professores nem pastores. O que poderíamos produzir de útil num país distante? Outros sentem que devem ajudar, mas não entendem que seu chamado é para o campo. Então, sentem-se inferiorizados, pois os “crentes” de verdade são aqueles que deixam tudo para trás e vão! Não sei de onde saíram essas ideias e por que começamos a separar os cristãos em dois grupos distintos. Os “super-crentes” e os “crentinhos-mais-ou-menos”. Por muito... ...

Leia mais →

Faça um jejum!

“Nunca deixava o templo: adorava a Deus jejuando e orando dia e noite. ” – Lc 2.37 (b)  O jejum tem sido uma prática pouco comum em nossos dias. A razão principal é porque não existe uma ordem clara quanto a isto, mas tão somente exemplos que nos fazem atentar para esta maravilhosa “disciplina bíblica”. Jesus fala da espontaneidade que fariam Seus discípulos jejuarem: “Jesus respondeu: “Como podem os convidados do noivo ficar de luto enquanto o noivo está com eles? Virão dias quando o noivo lhes será tirado; então jejuarão. ” – Mt 9.15. Assim, o jejum deve ser algo espontâneo e não imposto, leve e não de forma religiosa, como praticavam os Fariseus. Os exemplos bíblicos deixam claro que o jejum é altamente recomendável. O texto acima de Lucas fala de Ana, uma serva que passava muito tempo... ...

Leia mais →

Vai lá e faz!

Por Genilson Soares da Silva Jesus não disse: “preciso ir à Sicar oferecer água viva para a mulher samaritana”. Ele foi lá e ofereceu. Jesus não disse: “preciso abençoar as crianças, porque delas é o reino dos céus”. Ele foi lá e abençoou. Jesus não disse: “preciso purificar os leprosos que me abordam pelo caminho”. Ele foi lá e purificou. Jesus não disse: “preciso libertar o gadareno da legião de demônios”. Ele foi lá e libertou Jesus não disse: “preciso restaurar a vista do cego de Jericó”. Ele foi lá e restaurou. Jesus não disse: “preciso perguntar ao paralítico do tanque de Betesda se quer ser curado”. Ele foi lá e perguntou. Jesus não disse: “preciso interceder por aqueles que crerão em mim”. Ele foi lá e intercedeu. Jesus não disse: “preciso trabalhar pela comida que não perece”. Ele foi... ...

Leia mais →

Discipular Crianças é um Longo Jogo de Pequenas Interações

Minha família morou na França. Meu irmão foi colocado em uma escola primária local sem saber falar uma única palavra em francês. Não julgue meus pais. São excelentes pessoas. Por cerca de três meses meu irmão não falou uma palavra na escola. Nenhuma palavra. Mamãe e papai estavam prestes a tirá-lo da escola quando ele entrou em casa um dia falando francês fluentemente. E ele nunca perdeu esta capacidade. Mesmo hoje, 35 anos depois, ele ainda pode surpreender nossos vizinhos continentais com seu francês perfeito. A capacidade humana de aprender é incrível, e sua fase mais inspiradora é durante a infância. Ainda assim, muitas vezes pode parecer lenta, imprevisível e geralmente um pouco frustrante. Não nos lembramos do momento em que aprendemos a falar nossa língua materna. Não porque nossa memória seja falha, mas porque — como todos sabemos —... ...

Leia mais →