Categoria : Artigo

Os perigos dos “super pais”

“Que prazer ter filhos sábios. Então, dê alegria a seu pai e sua mãe!” Provérbios 23:24-25 NLT O seu objetivo como pai ou mãe não deve ser criar filhos perfeitos, mas transmitir a eles a sabedoria necessária para uma vida bem-sucedida. Isso levanta dois desafios: a negligência parental e a obsessão parental. A segunda predomina entre os pais que ficam obsessivos com seus filhos, não lhes deixando espaço para a recreação, o romance ou o descanso. Essas pessoas provavelmente nem sequer considerariam Madre Teresa qualificada para ser a babá deles! Os motivos dos pais obsessivos podem ser bons, mas a preocupação deles pode levar a três problemas graves: (1) Fazer dos filhos o centro da vida, o que não é do melhor interesse deles. Se você faz dos filhos o centro do universo, eles estão se predispondo para um rude... ...

Leia mais →

Saiu a lista dos convocados

Já vibrei e me emocionei em várias copas. Esta, no entanto, apesar da contagem regressiva para o seu início, simplesmente parece não empolgar a “pátria de chuteiras” como em outras épocas. Ando pelas ruas de várias cidades do Brasil, não vejo ruas e muros sendo pintados com o verde e amarelo, nada de bandeirinhas nos carros, até o momento nenhum estabelecimento comercial me brindou com uma tabelinha da copa, enfim, o famoso “clima de copa” ainda não aconteceu. Patrocinadores, lojistas e veículos de comunicação foram pegos no contrapé pela indiferença da torcida brasileira. As manchetes dos últimos meses explicam. A nação está saturada, enojada, cansada e indignada diante das corrupções que são reveladas e despejadas sobre suas carências sociais diariamente. Corrupções estas que não se limitam ao mundo dos políticos, exibem suas garras nas artes, nas escolas, nas empresas, nos... ...

Leia mais →

Como ensinar a criança a ler a Bíblia

“Não é fácil ler a Bíblia!”, possivelmente você já ouviu essa expressão e talvez até considere essa possibilidade. Então, não seria um contrassenso levar a criança a ler algo que é de difícil compreensão? Por que ela tem que fazer isso? É possível, uma criança ter o hábito de ler a Bíblia e ainda compreender o seu texto? Se essas questões inquietam você, vamos prosear sobre o assunto. Incentive o hábito da leitura Antes de pensar em ler a Bíblia, temos que lembrar que a leitura é um hábito que é construído desde a tenra idade. Por essa razão é importante incentivar a leitura em geral desde o nascimento da criança. Como? Leia para seu filho, leia regularmente diferentes histórias com bastante entusiasmo. Crie o hábito de interagir com a criança enquanto lê, peça para ela apontar um personagem no... ...

Leia mais →

Um Propósito Inesperado de Deus para a Maternidade

Há um problema real, desânimo real e trabalho árduo real que vêm com a maternidade. Dizer “ser mãe não é fácil” é como dizer “chocolate é gostoso”. Isso é óbvio. Basta assistir a uma mãe grávida de nove meses tentando sair do carro sem distender nenhum músculo. Basta ouvir uma mãe compartilhar as dores em seu coração pelo filho que ela está esperando para adotar. Ou peça a uma mãe para lhe dizer seus pedidos de oração. Ser mãe não é fácil. Mas, algumas vezes, as mães pensam que suas mãos estão ocupadas com inconveniência, trabalho ingrato e futilidade. Manter a perspectiva de que Deus abençoou você abundantemente é uma luta muito real. A luta pela fé não pode ser travada com a ideia caprichosa de que você só precisa ver que “o copo está meio cheio”. A luta por... ...

Leia mais →

O tempo que temos na mão

Os filhos crescem, e a gente fica pensando: até quando vão precisar dos pais? O sinal da Jardim Botânico com a Maria Angélica fechou, os carros pararam e, quando íamos atravessar, o Martín, pela primeira vez, soltou a minha mão. Ele olhou para os lados, fez uma cara séria e foi, sozinho e decidido, cruzando as faixas brancas, a caminho do lado de lá. Foi só um pequeno gesto de um filho aos oito anos, mas, para o pai, que ficou com a mão solta no ar, foi um grande choque. A gente tem a ilusão de que os filhos vão precisar sempre de nós para comer direito, se vestir, se lembrar da hora e, é claro, atravessar a rua. É uma ideia aconchegante, que dá todo um sentido para a vida. A nossa, não a deles. Quando Martín me... ...

Leia mais →

Valentia é preciso

Horas antes de bater as botas, o então idoso Davi chamou o seu filho para instrui-lo sobre algumas coisas que teria que fazer. E como começa a sua última instrução? Começa pedindo para o filho ser valente. Davi pediu para o seu filho ser o que ele próprio havia sido. Davi viveu com valentia. Além disso, se cercou de homens valentes. Um deles, Eleazar. Pensa num homem valente. Ele esteve com Davi quando os filisteus se reuniram para a batalha. O combate foi tão terrível e violento que todos os israelitas pediram arrego. Todos não. Eleazar permaneceu no campo de batalha. Permaneceu para lutar. Lutou tanto contra os filisteus que a sua mão ficou dormente e grudou na espada. Você consegue imaginar como estava a mão dele? Ferida e sangrando. Mas Eleazar não pediu arrego. O homem era valente mesmo.... ...

Leia mais →

Santidade na cidade

O “santo do pau oco” estragou a brincadeira? Rotulada por alguns como o ópio social e apontada por outros como estratégia de manobra dos ignorantes, a prática da religião nunca foi um sinal, por si só, de vida espiritual verdadeira e coerente. Na busca de viver o texto no contexto, às vezes (mais do que gostaria), encontro cristãos assustadoramente alienados tanto de um lado quanto do outro. É aí que a religião pode se tornar o engano amigo, “bunitinho” e adequado. No fim do século 17, a coroa portuguesa cobrava 20% de imposto sobre a extração de minério no Brasil colônia. Para escapar dessa tributação, os mineiros, tanto escravos quanto senhores, escondiam ouro, diamante e pedras preciosas dentro de imagens religiosas ocas. Nascia aí a expressão popular “santo do pau oco” como sinônimo de falsidade. Essa expressão descortina um traço... ...

Leia mais →

Não basta dizer, é preciso fazer

Muitos gostariam que o Sermão do Monte terminasse com a conhecida “lei áurea” — “Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas” (Mt 7.12). E o mais famoso sermão de Jesus terminaria com um bom resumo de tudo o que ele havia acabado de ensinar. Porém, Mateus não termina assim. Ele segue com uma recomendação e conclui com uma pequena parábola, na qual Jesus deixa claro o que ele espera dos seus ouvintes. Uma forma de entender a conclusão desse sermão são os pronomes: “nem todo o que “me” diz”, “aquele que faz a vontade do “meu” Pai”, “hão de dizer-‘me’”, “apartai-vos de ‘mim’”, “ouve as ‘minhas’ palavras”. Eles nos levam a considerar quem ensina, e não apenas o que se ensina. São essas palavras... ...

Leia mais →

Meu príncipe virou sapo

Onde eu errei? E aí, subitamente, o amado, até então príncipe, virou sapo. A princesa chorou, chorou e se questionou se tudo aconteceu de repente, ou se ele sempre foi assim. Para ela, a vida deveria ser como nos contos de fadas: amor à primeira vista. Na realidade, quando nos apaixonamos, idealizamos no outro tudo o que gostaríamos de ver. Ignoramos os indícios que fazem dele um sapo e exaltamos os que poderiam torná-lo príncipe perfeito. Será que há um jeito de lidar com isso? Vamos lá! Minha proposta é que você aceite o desafio de buscar conhecimento na Palavra. Pode acreditar, a Bíblia tem um caminho! Veja, por exemplo, a ação divina na união de Adão e Eva e a revelação da vontade de Deus no casamento de Isaque e Rebeca. O que eles têm em comum? Encontramos esta... ...

Leia mais →

Deus me vê

“Este foi o nome que ela deu ao Senhor que lhe havia falado: “Tu és o Deus que me vê” (Gênesis 16:13). Lá estava Hagar, a serva egípcia de Sara, esposa de Abraão. Hagar estava esperando um filho de Abraão, a criança que Sara desejava mais do que tudo, mas não podia ter. Hagar vagueava pelo deserto, sozinha. O Senhor havia prometido a Abrão que lhe daria um filho e que seus descendentes seriam tão numerosos quanto as estrelas. Mas o filho não veio. Os anos se passaram e nada do filho. A esperança se desvaneceu. Sara desistiu de esperar; e Abraão também. Para eles, a única maneira de ter um filho era permitindo que Hagar dormisse com Abraão, a receita perfeita para o desastre familiar. Depois que Hagar engravidou, o relacionamento entre as duas mulheres mudou radicalmente. Hagar de... ...

Leia mais →