Brilhe entre as crianças

O que levaria uma Igreja a mobilizar-se totalmente, como se estivesse numa verdadeira operação de guerra, para atingir as crianças que vivem na escuridão do bairro e da cidade com a luz da mensagem do Evangelho?

Alistaríamos algumas razões:

1 — O amor

Só com o coração cheio de amor ao Senhor é que podemos sair para servi-IO com entusiasmo, brilhando por Jesus.

2 — A obediência

Afinal de contas, estamos neste mundo para obedecer ao “Ide” de Jesus, pregando o Evangelho a toda criatura. Obediência é uma prova de amor. Ele disse: “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama” (João 14:21).

3 — O dever

Precisamos lembrar que havemos de prestar contas ao Senhor. Em 1 Coríntios 9: 16 lemos: “Se anuncio o evangelho não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim, se não pregar o evangelho!”

4 — A preocupação

Em Mateus 18:11-14 Jesus fala que veio buscar e salvar o que estava perdido e conta a história do pastor que se afadiga pelos montes à procura da ovelha perdida, concluindo que não é da vontade do Pai que um pequenino se perca.

5 – A identidade

Em Mateus 5:14-16 Jesus nos identifica como a luz do mundo que precisa brilhar diante dos homens. Não é possível que a luz fique escondida.

6 – A sabedoria

Há uma maravilhosa promessa escrita no livro do profeta Daniel, afirmando que os que a muitos conduzirem à justiça resplandecerão como as estrelas, sempre e eternamente. Estes, são identificados neste mesmo versículo, como: “os que forem sábios.” (Daniel 12:3)

7 – A visão

No salmo 78 vemos que as crianças podem tornar-se, uma geração obstinada e rebelde ou uma geração confiante e obediente ao Senhor , e que para alcançar o alvo de ver os pequeninos de hoje sendo servos do Senhor fieis amanhã, exige que contemos a todos eles sobre quem é Deus e as maravilhas que Ele fez, isto é, evangelizemos.

Estaremos preocupados com a salvação das crianças e dispostos a sair à procura dos pequeninos?

Jesus se importa com as crianças!

Vamos orar para que nós nos importemos também e que as nossas Igrejas se mobilizem, cheias de amor ao Senhor, obedientes, conscientes de seu dever e preocupadas em alcançar as crianças, desejosas de serem luz em suas localidades, andando sabiamente e com visão de evangelizar hoje os homens e mulheres de amanhã, para que nenhum pequenino venha se tornar rebelde e venha a se perder.

Eis o desafio: BRILHE ENTRE AS CRIANÇAS

Fonte: APEC

Confira também

Sem comentários