A propaganda de Deus

Que a generosidade seja a marca da vida de vocês. Mostrando-se acessíveis aos outros, vocês motivarão as pessoas a se aproximar de Deus, o generoso Pai do céu. (Mt 5.16)

Mal chegou a Belém da Judeia, Rute começou a despertar a atenção de todo mundo. Ela era uma estrangeira que havia deixado seus pais, sua terra e seus deuses para se converter ao Deus do seu marido, Malom, morto pouco tempo antes.

A jovem viúva causava boa impressão na cidade por sua presença ali, por sua bondade com a sogra, por sua humildade, por seu trabalho, por sua fé e por seu comportamento. Boaz, homem de muitos bens, aquele que seria mais tarde seu segundo marido, disse-lhe: “Toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa” (Rt 3.11).

O testemunho impecável de Rute é o testemunho que Jesus pede a cada um dos seus seguidores. Ele declarou aos seus discípulos no Sermão do Monte: “Vós sois o sal da terra” e “vós sois a luz do mundo” (Mt 5.13-14). O sal deve salgar e a luz deve alumiar. Ninguém é salvo por suas boas obras, mas os salvos precisam produzir boas obras para chamar a atenção de todos para a pessoa de Deus (Ef 2.8-10). Assim como não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte, também não se pode esconder o testemunho cristão diante dos homens. Os verdadeiros crentes são o outdoor de Deus, a propaganda de Deus.

A história de Rute se passa na cidade de Belém da Judeia, onde nasceria, muitos anos depois, o Salvador do mundo. Naquela época, havia muito pecado, apostasia, idolatria, pois era a época em que os juízes julgavam Israel (Rt 1.1) e cada um fazia o que achava mais reto (Jz 21.25). O testemunho de Rute é um delicado oásis naquele deserto histórico. O marido com o qual ela se casou em segundas núpcias era filho de outra estrangeira, que também se converteu ao Senhor. Trata-se da ex-prostituta de Jericó, que veio a se casar com Salmom, de quem teve Boaz (Mt 1.5). Davi era bisneto de Rute e tetraneto de Raabe, duas estrangeiras que se agregaram ao povo eleito (Rt 4.21-22).

Fonte: Ultimato

Confira também

Comentários encerrados.