A parte que falta em você

O livro, “A parte que falta”, cujo autor é da terra do Tio Sam, mesmo tendo sido feito para crianças, mexeu com a cabeça com os adultos. Tanto que virou best-seller no Brasil. Nunca ouviu falar dele? O youtube, então, pode ajudá-lo. Melhor ainda, a youtuber Jout Jout pode ajudá-lo.

O livro fala da vida de um ser que vive para buscar a parte que lhe falta, como ilustra a imagem acima. Nessa busca, sempre acha tempo para falar e interagir com quem acha pela frente. Mas, depois que acha a parte que lhe falta, deixa de fazê-lo, porque passa a rolar muito veloz.

Para evitar o spoiler, acho melhor parar por aqui. Mas queria tentar analisar com você, a partir do ensino de Jesus, uma outra questão. Penso que a gente não se perde do outros apenas quando acha a parte que falta na vida da gente. A gente pode se perder do outros muito antes disso, na busca em si.

Na busca da ovelha que lhe falta, o pastor corre o risco de não curtir as noventa e nove que não lhe faltam. Na busca da dracma que lhe falta, a mulher corre o risco de não curtir as nove que não lhe faltam. Na busca do filho que falta, o pai corre o risco de não curtir o filho que não lhe falta.

Já parou para pensar nisso? Se não, tente pensar agora. Quem se propõe a existir para buscar a parte que lhe falta, sempre corre esse sério risco de deixar de curtir a parte que não lhe falta. Seria muito legal viver sem falta, mas, de acordo com Jesus, não tem como, não neste mundo.

Mas, com a força vinda de Jesus, a gente pode viver feliz e alegre, mesmo não tendo a parte que falta. Por quê? Porque Jesus, o bom pastor, refrigera a alma da gente, da aflição que a parte que falta gera. Fará isso com a gente até a sua volta, quando, então, a gente será pleno, isto é, sem falta alguma.

Por Genilson Soares da Silva

Confira também

Comentários encerrados.