5 dicas para estabelecer uma rotina devocional com seus filhos pequenos

Quando nossas filhas eram pequenas, tínhamos uma rotina regular para a hora de dormir. Em geral, essa rotina envolvia ler uma história, fazer orações, dar abraços e beijos e ouvir música antes de dormirem. Seus brinquedos de pelúcia também participavam. O Sr. Carnerinho leria, e o cachorro Risonho compartilharia abraços e beijos. Uma vez que o ritmo noturno foi estabelecido, cada parte era importante. Saber exatamente o que esperar ajudava as nossas filhas a se sentirem seguras, confiantes e tranquilas.

E quando uma parte estava faltando – bem, lembro das férias em um parque temático. Nós já havíamos nos atrasados ​​assistindo fogos de artifício, então pulamos alguns dos passos normais para dormir. Além disso, descobrimos que Risonho havia sido deixado em um ônibus de turismo no início do dia. Não é preciso dizer que dormir foi instantâneo naquela noite! Aprendi o quanto minhas filhas precisam de um ritmo regular para se desenvolverem bem.

Os cristãos sabem que o ritmo deve incluir a instrução religiosa, mas as crianças estão sempre em movimento — não é de admirar que a maioria dos pais tenha dificuldade em encorajá-las para qualquer tipo de tempo formal de devoção em família. Além dessa dificuldade, há o fato de que pais jovens também estão frequentemente em movimento. Eles estão ocupados estabelecendo uma carreira ao mesmo tempo em que criam crianças pequenas e pré-escolares. É difícil estar presente com os seus filhos quando você está de plantão ou trabalhando em horas extras ou em um terceiro turno.

Creio que Deus está ciente de nossos estágios de vida, e agradeço que ele não nos dê um modelo de devoção familiar que seja excessivamente formal. Moisés disse a Israel que ensinasse os seus filhos durante os ritmos regulares da vida — hora das refeições, hora de dormir, durante a locomoção, e assim por diante (Dt 6.7).

Com essa visão livre de culpa em mente, aqui estão cinco dicas rápidas para estabelecer uma rotina devocional regular com seus filhos pequenos.

  1. Encontre um tempo que funcione

Em nossa família, conseguimos estabelecer a rotina mais regular na hora de dormir. Se você trabalha em um terceiro turno, isso não será viável. Escolha um horário regular ao redor da mesa — talvez no café da manhã — em vez da hora de dormir. Você se surpreenderá com o quanto os seus filhos lhe responsabilizam quando um padrão de adoração familiar é estabelecido. Será algo com o qual eles contam e aguardam. Comece com algo simples, como ler uma pequena história ou fazer uma oração. Seja consistente. É melhor reunir a família uma vez por semana do que irritar os seus filhos com tentativas falhadas de se encontrarem todos os dias.

Recentemente, falei com um pai que durante vários anos trabalhou no que ele descreveu como o “último turno do dia”. Durante essa época, uma devoção noturna era impossível, então ele se dedicava arduamente para ensinar os seus filhos em “pequenas doses” ao longo do dia. A esposa do meu amigo lê para os seus filhos à noite antes de dormirem, então ele tira um intervalo de cinco ou dez minutos no trabalho para ligar para eles e orar com eles.

Achei a sua intencionalidade regular incrivelmente encorajadora. Embora não estabelecer um tempo devocional possa parecer menos do que ideal, uma abordagem regular, “em gotejamento lento” para o discipulado familiar é realmente bastante eficaz. Desta forma, podemos ensinar nossos filhinhos que se relacionar com Deus não é apenas algo que realizamos em nossa lista de tarefas no final do dia; trata-se da maneira como vivemos.

  1. Leia algo simples

Crianças de dois e três anos de idade têm um período de atenção de dois a três minutos. Seu vocabulário é limitado de 200 a 1.500 palavras. Como um pai cuidadoso cortando a comida de seus filhos em pedaços digeríveis, é importante manter a sua rotina breve e compreensível. Nossos filhos mais novos precisam aprender o vocabulário da fé, palavras bíblicas básicas como pecado, promessa, oração e o nome de Jesus, antes de terem contato com conceitos mais abstratos como o perdão.

Se você está começando um tempo de devoção familiar com seus filhos, encontre um recurso que mantenha em mente essas considerações sobre o desenvolvimento deles. Você pode experimentar Read-Aloud Bible Stories  [Leia as Histórias Bíblicas em Voz Alta], de Ella Lindvall, Big Picture Story Bible  [Grande Bíblia Ilustrada], de David Helm ou Beginner’s Gospel Story Bible [Bíblia o Evangelho para Iniciantes].

  1. Fale com Deus

Curve a sua cabeça. Feche os seus olhos. Diga aos seus filhos que juntem as mãos. (Assim eles não se batem durante a oração! Esse truque tem funcionado por séculos.) Então, fale com Deus. Faça algo rápido e memorável; lembre-se da curta capacidade de atenção das crianças. Em nossa família, nós adaptamos esta breve oração:

“Obrigado Deus por [nome da criança]. Ajude-a a crescer para amar Jesus e confiar em Jesus. Por favor, ajude-a a ter amigos piedosos e um marido piedoso quando ela crescer. Por favor, proteja-a de males e perigo nesta noite e de Satanás e seus enganos. Em nome de Jesus, Amém.”

  1. Use música para a memorização

Nossas filhas precisavam ouvir música enquanto adormeciam de noite. Um amigo recomendou um álbum de canções de ninar com perguntas e respostas do Catecismo para crianças em forma de música. (Se eu tivesse filhos pequenos hoje, usaria os álbuns doThe New City Catechism e música de Rain for Roots).

Nossos filhos memorizaram grandes verdades simplesmente porque a cantavam todas as noites. Outros excelentes álbuns de música como os de Seeds Family Worship and PROOF Pirates  são mais agitados e são menos úteis na hora de dormir. Mas nós garantíamos que estas músicas estavam em nosso carro para que pudéssemos cantar juntos (às vezes de modo alto e engraçado!) enquanto dirigíamos por algum tempo.

  1. Ofereça aos seus filhos a sua atenção integral

Sua rotina devocional não é apenas um momento para você transmitir informações aos seus filhos; é o momento de eles passarem algum tempo com você. Então, deixe de lado o seu telefone. Olhe os seus filhos nos olhos e faça-os saber que você os está ouvindo. Demonstre carinho, e não apenas quando for a hora dos abraços e beijos de boa noite. Abrace amorosamente. Brinquem um pouco.

É por meio da presença atenta de pais amorosos que as crianças aprendem sobre nosso Pai amoroso.

Fonte: Voltemos ao Evangelho

Confira também

Sem comentários